Morte: Persona non grata? Enunciações e formação humana

Imagem de Miniatura
Data
2022-09-22
Autores
Santos, Claudemir Lima dos [UNIFESP]
Orientadores
Romero, Marcia [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Nesta pesquisa, apresentamos um estudo sobre a presença da morte como personagem na literatura universal, examinando desde as suas primeiras aparições na literatura oral e popular até o seu lugar na literatura contemporânea, por meio das obras “Contos de enganar a morte”, de Ricardo Azevedo, e “Contos de Morte Morrida”, de Ernani Ssó. A partir deste estudo inicial, migrando da literatura para os estudos linguísticos, analisamos o funcionamento enunciativo da palavra MORTE no português brasileiro, em seus variados usos, a fim de contribuir com uma proposta de descrição semântica do termo de base enunciativa. A investigação tem como referencial teórico metodológico a Teoria das Operações Enunciativas (CULIOLI, 1990, 1999a, 1999b, 2018), com destaque para os estudos de De Vogüé, Franckel e Paillard (2011) e Romero (2019) nela inscritos e que tratam de questões relacionadas à identidade semântica da unidade linguística e aos princípios de variação nas línguas. O exame da presença da morte como personagem na literatura e as análises dos enunciados nos quais a palavra MORTE se faz presente em nosso dia a dia conduzem a refletir, como fechamento, sobre os resultados do estudo para a formação humana e seus desdobramentos sociais, em ambientes de educação formal ou não.
In this research, we present a study about the presence of Death as a character in universal literature, examining its first appearances in oral and popular literature and its place in contemporary literature, through the analysis of “Contos de enganar a morte”, by Ricardo Azevedo, and “Contos de Morte Morrida”, by Ernani Ssó. From this initial study, moving from literature to linguistic studies, we analyze the enunciative functioning of the word MORTE (DEATH) in different everyday uses in Brazilian Portuguese to contribute a semantic description of the enunciative-based term. Our theoretical-methodological framework is based on the Theory of Enunciative Operations (CULIOLI, 1990, 1999a, 1999b, 2018), with emphasis on the studies of De Vogüé, Franckel and Paillard (2011) and Romero (2019), which deal with issues related to semantic identity and principles of variation in languages. The examination of the presence of Death as a character in literature and the analysis of the utterances in which the term is present in our daily lives, lead to a reflection on the results of the study for human and its social consequences, both in formal or informal educational environments.
Descrição
Citação