Era uma vez a “classe social que mantinha a merda do país funcionando”: História e literatura em Os supridores, de José Falero

Imagem de Miniatura
Data
2022-08-05
Autores
Dias, Santiago Soares [UNIFESP]
Orientadores
Botelho, Denilson
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Este trabalho de monografia constitui-se em uma investigação da trajetória do autor José Falero, e uma análise de seu primeiro romance, Os supridores. Publicada em 2020, escrita por um trabalhador de origem periférica, esta obra possui uma trama fundamentada em questões de injustiça social, exploração do trabalho, violência urbana, e racismo. Ambientada no início do século XXI, na Lomba do Pinheiro, bairro de Porto Alegre, a obra coloca em pauta a dura realidade social de muitos trabalhadores e jovens periféricos do Brasil, e o faz de maneira crítica, criativa, e irônica, com uma narrativa intensa e envolvente. Através de uma abordagem desenvolvida sob a perspectiva da História Social da Literatura, relaciona-se o texto com o contexto do autor, em busca de identificar as denúncias que José Falero faz de sua própria realidade, e o que ele pode nos dizer sobre o Brasil do começo do século XXI ao documentá-lo. Por fim, analisa-se brevemente a carreira literária do autor para lançar um olhar sobre o mercado editorial brasileiro.
Descrição
Citação
Coleções