A influência do ambiente obesogênico materno no metabolismo da prole e alterações sexo-específicas

Imagem de Miniatura
Data
2022-08-05
Autores
Silva, Renata Maçana [UNIFESP]
Orientadores
Pisani, Luciana Pellegrini [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A obesidade pode ser associada a uma inflamação sistêmica de baixo grau. Mulheres que estão obesas no período pré-gestacional e durante a gestação e/ou lactação, ou que consumiram dieta obesogênica durante esses períodos, podem impactar negativamente o desenvolvimento fetal e o metabolismo da prole ao longo da vida. Devido à inflamação causada pelo excesso de gordura corporal, o feto fica mais exposto à maior concentração de citocinas inflamatórias, além do aumento na exposição a hormônios e a glicose. Portanto, alterações epigenéticas e na fisiologia de diversos tecidos podem ocorrer nesse período, resultando em um organismo mais propenso a desenvolver excesso de peso e comorbidades associadas à obesidade que podem perdurar até a vida adulta. Embora haja características comuns no metabolismo das proles de ambos sexos oriundos de mães com obesidade, é possível verificar que algumas alterações são sexo-especificas. Frente ao exposto, esta revisão tem o objetivo de elucidar os efeitos de um ambiente obesogênico materno no metabolismo da prole ao que concerne ao processo inflamatório associado à obesidade, e discutir as diferentes respostas metabólicas entre machos e fêmeas submetidos às mesmas condições durante o desenvolvimento fetal. Foi encontrado que os machos têm uma propensão maior a desenvolver distúrbios metabólicos, como diabetes do tipo 2 e esteatose hepática, além de apresentarem maior ganho de peso e de acúmulo de gordura corporal.
Obesity may be associated with systemic low grade inflammation. Women that are obese pre-gestation, during gestation and/or lactation, or were exposed to obesogenic diet during these conditions, may negatively impact on fetal development and on offspring metabolism throughout life. Due to inflammation caused by the excess of fat body mass, the fetus is more exposed to higher levels of hormones, pro-inflammatory cytokines and glucose. Therefore, epigenetic changes and alterations in the function of many tissues may occur during these periods, resulting in an organism more prone to obesity and diseases associated that may last until adulthood. Although there are similar characteristics in the organism of both sexes offspring that came to obese mothers, it is possible to identify that some alterations are sex-specific. Based on this information, this review has the objective to clarify the effects of an obesogenic environment in the offspring’s metabolism that are associated with inflammation, and discuss different metabolic outcomes between male and female. It was found that males are more likely to develop metabolic disorders like type 2 diabetes and fat liver disease, in addition to showing higher body weight and higher accumulation of body fat.
Descrição
Citação
SILVA, Renata Maçana. A influência do ambiente obesogênico materno no metabolismo da prole e alterações sexo-específicas. 2022. 27 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Nutrição) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2022.
Coleções