Show simple item record

dc.contributor.advisorGonçalves, Daniela Caetano [UNIFESP]
dc.contributor.authorLaurentino, Artur Henrique [UNIFESP]
dc.date.accessioned2022-08-19T17:09:46Z
dc.date.available2022-08-19T17:09:46Z
dc.date.issued2022-08-05
dc.identifier.citationLAURENTINO, Artur Henrique. Efeitos da suplementação de mucuna pririens na concentração glicêmica, dopaminérgica e da libido: uma revisão de literatura. 2022. 24 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Nutrição) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2022.pt
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/xmlui/handle/11600/65328
dc.description.abstractIntrodução: A fitoterapia é a área da medicina que utiliza plantas para realizar tratamentos ou promover saúde, sem provocar reações adversas. A Mucuna pruriens (MP), popularmente chamada de “feijão veludo”, é uma leguminosa que tem suas sementes utilizadas há muito tempo no tratamento de disfunção erétil, Doença de Parkinson, entre outros. Além disso, apresenta ação antioxidante, hipolipemiante e hipoglicemiante. Também há indícios de que a utilização da mesma promove uma melhora considerável nas concentrações de testosterona, dopamina, adrenalina e noradrenalina. Assim, a revisão em questão buscou evidenciar de que forma a Mucuna pruriers é capaz de afetar as concentrações glicêmicas e dopaminérgicas e a libido, apontando os reais benefícios do seu uso. Materiais e Métodos: A metodologia utilizada foi a revisão de literatura, que utiliza a literatura disponível como fonte de dados, permitindo a reunião de evidências científicas. Foram analisadas bibliografias nacionais e internacionais acerca da utilização de Mucuna pruriens, além do impacto de tal uso em questões fisiológicas como a concentração glicêmica e a relação com o Diabetes Mellitus, os níveis de dopamina cerebral e a libido. Resultados e Discussão: Os estudos experimentais evidenciaram que a administração de MP confere um efeito hipoglicemiante em ratos, sendo esse equivalente ou superior ao uso de medicamentos considerados como referência no manejo do Diabetes Mellitus. Tais efeitos foram vistos de maneira dose-dependentes, onde as maiores administrações do extrato conferiram maiores reduções da glicemia. Quanto à dopamina cerebral, foi visto que os extratos de M. pruriens contém grandes concentrações de L-DOPA, este que é um precursor de dopamina. A administração de MP confere efeitos neuroprotetores significativos, sendo extremamente associada ao tratamento de doenças como Parkinson e Alzheimer. O uso do fitoterápico também resultou em efeitos benéficos na libido e em comportamentos sexuais de ratos, até mesmo nos diabéticos, provavelmente devido à sua atuação na via dopaminérgica, pelas grandes concentrações de L DOPA presentes na planta. Considerações Finais: Ainda que o uso de MP e seus extratos tenha sido relacionado com efeitos positivos nas concentrações glicêmicas e de dopamina cerebral e em comportamentos sexuais, a maioria dos estudos utilizou de modelos experimentais com ratos e camundongos para avaliar seus efeitos, sendo necessários mais estudos para comprovar seus reais benefícios em humanos.pt_BR
dc.format.extent24 f.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectMucuna prurienspt_BR
dc.subjectDopaminapt_BR
dc.subjectLibidopt_BR
dc.subjectConcentração glicêmicapt_BR
dc.titleEfeitos da suplementação de mucuna pririens na concentração glicêmica, dopaminérgica e da libido: uma revisão de literaturapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de curso de graduaçãopt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
unifesp.campusInstituto de Saúde e Sociedade (ISS)pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7761104013978424pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5735514073305152pt_BR
unifesp.graduacaoNutriçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record