Show simple item record

dc.contributor.advisorPinhal, Maria Aparecida da Silva [UNIFESP]
dc.contributor.authorSilva, Mariane Barros Ribeiro da [UNIFESP]
dc.coverage.spatialSão Paulo
dc.date.accessioned2022-08-11T18:47:46Z
dc.date.available2022-08-11T18:47:46Z
dc.date.issued2022-07
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/xmlui/handle/11600/65190
dc.description.abstractIntrodução: A enzima heparanase-1 (HPSE1) é uma endo-β-glucuronidase que cliva cadeias de heparam sulfato (HS) e heparina e está diretamente relacionada com a carcinogênese. Objetivo: O objetivo do estudo foi avaliar como a superexpressão de HPSE1 pode promover alterações moleculares em células de tumor de mama humano do subtipo molecular luminal A (MCF-7). Métodos: Células MCF-7 foram estavelmente transfectadas com o cDNA de HPSE1 e a avaliação da expressão de receptores específicos, bem como dos diferentes proteoglicanos de heparam sulfato (PGHS) foi realizada por ensaios de RT-PCR quantitativo, microscopia confocal e citometria de fluxo. A atividade enzimática de HPSE1 foi determinada por degradação de heparam sulfato biotinilado. A quantificação de ácido hialurônico (AH) foi determinada por ensaio de Elisa-like. A identificação e quantificação dos glicosaminoglicanos sulfatados (GAG) foi realizada por marcação com [35S]-sulfato. A estrutura do HS foi determinada por cromatografia líquida de alta pressão (HPLC). A proliferação celular foi obtida por incorporação de bromodeoxiuridina (BrdU). O ensaio de clonogenicidade foi realizado para a determinação da capacidade de formação de colônias. A viabilidade celular e o perfil de exossomos foram avaliados após tratamento com os quimioterápicos Fauldoxo, Paclitaxel e Fauldcispla. Resultados: Os resultados mostraram que a superexpressão de HPSE1 altera a expressão de isoformas do receptor CD44 e aumenta a expressão de HER2, porém não afeta o padrão de proliferação celular e capacidade de formação de colônias. Houve alteração do perfil de GAG, estrutura do HS, bem como aumento da expressão das enzimas que participam da biossíntese de HS, após superexpressão de HPSE1. Os dados também evidenciaram aumento significativo dos PGHS, sindecam-2, sindecam-3 e sindecam-4 e diminuição de sindecam-1 em células tranfectadas com HPSE. Análises in sílico e in vitro mostraram correlação direta entre o nível de expressão de sindecam3 e do fator indutor de hipóxia (HIF-1α) com HPSE1. Conclusão: Os resultados revelam inúmeras alterações do perfil de expressão de moléculas cruciais envolvidas na carcinogênese, indica possível utilização de HPSE1 como um marcador adicional no diagnóstico do câncer de mama auxiliando também no desenvolvimento de potencial terapias alvo.pt_BR
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)pt_BR
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)pt_BR
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)pt_BR
dc.format.extent121 f.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectNeoplasias da mamapt_BR
dc.subjectHeparanasept_BR
dc.subjectBiomarcadores tumoraispt_BR
dc.subjectProteoglicanospt_BR
dc.subjectAntineoplásicospt_BR
dc.subjectExossomospt_BR
dc.titleAlterações em células de tumor de mama MCF-7 após superexpressão da enzima heparanase-1pt_BR
dc.typeDissertação de mestradopt_BR
unifesp.campusEscola Paulista de Medicina (EPM)pt_BR
unifesp.graduateProgramCiências Biológicas (Biologia Molecular)pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/2778388041557973pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7511274763693292pt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record