Estudo transversal comparativo do equilíbrio estático de indivíduos com Escoliose Idiopática do Adolescente

Imagem de Miniatura
Data
2022-07-22
Autores
Ascimann, Laura Takahashi [UNIFESP]
Orientadores
Vidotto, Milena Carlos [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introdução: A Escoliose Idiopática do Adolescente (EIA) é uma deformidade tridimensional da coluna vertebral que acomete principalmente o sexo feminino dos 10 aos 18 anos. Indivíduos com EIA podem apresentar alterações biomecânicas e posturais importantes que influenciam o equilíbrio estático. Alterações no equilíbrio estão ligadas à riscos e limitações. Por isso, faz-se necessário compreendê-las para assim, poder elaborar um plano de tratamento adequado direcionado aos pacientes com EIA. Objetivo: Analisar as alterações de equilíbrio estático em indivíduos com EIA, comparando com grupo controle. Além de correlacionar o equilíbrio estático com o grau da deformidade vertebral. Método: Este foi um estudo transversal comparativo. Foram avaliados adolescentes com EIA e adolescentes sem alterações posturais de 11 a 18 anos do sexo feminino. A angulação da coluna vertebral foi avaliada pelo método de Cobb. A análise do equilíbrio estático foi realizada por meio da plataforma de força (OR6-5, Advanced Mechanical Technologies, USA). Os participantes foram instruídos a permanecer em postura mais estática possível, nas seguintes situações: apoio bipodal com os olhos abertos (1); apoio bipodal com os olhos fechados (2); apoio semi-tandem com os olhos abertos (3); e apoio semi-tandem com os olhos fechados (4). Cada posicionamento foi mantido por 30 segundos. As variáveis analisadas foram amplitude de deslocamento na direção anteroposterior (AP) e médio-lateral (ML), velocidade de oscilação centro de pressão (COP) na direção AP e ML, a área de descolamento do centro de pressão (ÁreaCP) e a frequência na direção AP e ML. Método estatístico: Os dados foram avaliados descritivamente. Para as comparações entre os grupos foi realizado o Test- t de Student ou teste de Mann-Whitney. Para as correlações foi utilizado o coeficiente de correlação linear de Pearson ou de Spearman. Em todos os testes foi considerado um nível de significância de 5%. O software utilizado foi o R Core Team (2021). Resultado: Foram avaliados 54 participantes do sexo feminino, sendo 28 no grupo escoliose (GEIA) e 26 no grupo controle (GC). Foi observado diferença significativa entre os grupos para as variáveis: Amplitudes AP e frequência ML na posição bipodal com olhos abertos e fechados; área CP na posição bipodal com olhos fechados; amplitude ML e frequência AP na posição semi-tandem com olhos abertos e fechados; área CP e velocidade COP ML na posição semi-tandem com os olhos fechados. Não foi encontrado correlação significativa entre as variáveis do equilíbrio estático e o maior deformidade da coluna vertebral. Conclusão: Indivíduos com EIA possuem maiores alterações no equilíbrio estático quando comparados à indivíduos saudáveis, demonstrando um déficit no controle postural.
Introduction: Adolescent Idiopathic Scoliosis (AIS) is a three-dimensional deformity of the spine that mainly affects females between 10 and 18 years old. Individuals with AIS may present important biomechanical and postural changes that influence static balance. Changes in balance are correlated to risks and limitations. Therefore, it is necessary to understand them in order to develop an adequate treatment plan aimed at patients with AIS. Objective: To analyze changes in static balance in individuals with AIS, compared to a control group. In addition to correlating static balance with the degree of vertebral deformity. Method: This was a comparative cross-sectional study. Adolescents with AIS and adolescents without postural changes aged 11 to 18 years of female sex were evaluated. Spinal angulation was assessed using the Cobb method. Static balance analysis was performed using the force platform (OR6-5, Advanced Mechanical Technologies, USA). Participants were instructed to remain in the most static posture possible, in the following situations: bipedal support with eyes open (1); bipedal support with eyes closed (2); semi-tandem support with eyes open (3); and semi-tandem support with eyes closed (4). Each positioning was held for 30 seconds. The variables analyzed were displacement amplitude in the anteroposterior (AP) and mediolateral (ML) direction, center of pressure (COP) oscillation velocity in the AP and ML direction, the area of detachment of the center of pressure (AreaCP) and the frequency in the AP and ML direction. Statistical method: Data were descriptively evaluated. For comparisons between groups, Student's t-test or Mann-Whitney test was performed. For correlations, Pearson's or Spearman's linear correlation coefficient was used. In all tests, a significance level of 5% was considered. The software used was the R Core Team (2021). Results: 54 female patients were evaluated, 28 in the scoliosis group (GEIA) and 26 in the control group (CG). A significant difference was observed between the groups for the variables: AP amplitudes and ML frequency in the bipedal position with eyes open and closed; CP area in the bipedal position with eyes closed; ML amplitude and AP frequency in semi-tandem position with eyes open and closed; area CP and velocity COP ML in semi-tandem position with eyes closed. No significant correlation was found between the variables of static balance and greater spinal deformity. Conclusion: Individuals with AIS have greater changes in static balance when compared to healthy individuals, indicating a deficit on postural control
Descrição
Citação
ASCIMANN, Laura Takahashi. Estudo transversal comparativo do equilíbrio estático de indivíduos com Escoliose Idiopática do Adolescente. 2022. 32 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Fisioterapia) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2022.
Coleções