Prótese implantável de condução óssea (BAHA): relato de caso

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2011-06-01
Autores
Pedriali, Izabella Vince Garcia
Buschle, Maurico
Mendes, Rita De Cássia
Ataíde, André Luiz
Pereira, Rodrigo
Vassoler, Trissia Maria Farah
Polanski, José Fernando [UNIFESP]
Ribas, Angela
Stumpf, Claudia Mittelmann
Nobre, Raquel Alves
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
INTRODUCTION: The implanted prosthetics osseous conduction (BAHA) consists an excellent option in the auditive rehabilitation of the patients with conductive and mixed auditive lost uni or bilateral, and sensoriumneural unilateral. Has been a good alternative over the osseous conduction conventional apparatus and individual sonorous amplification apparatus (ISAA) when the usage of them is impossible because of the chronic external otitis of hard clinic control. OBJECTIVE: To present the BAHA first case done in Brazil, after the ANVISA's authorization, for the rehabilitation's mixed auditive lost with chronic external otitis episodes. METHOD: Female gender patient, 50 years old, with auditive lost in moderate degree at right and severe at left, bilateral buzz, originated of otosclerosis, submitted to 04 cirurgies, stapedotomy and that can not use the ISAA due to an otorrhea and bilateral otalgia. The medical and audiologic evaluation indicated the BAHA benefit. The cirurgy was done and the BAHA system implanted, the patient showed significative improvement in audiometric limens, in perception and speech discrimination, beyond to present extreme satisfaction related to esthetic factor. COMMENTS FINAIS: The BAHA cyrurgic process is safe, simple and quick, offering excellent audiologic results and high degree of satisfaction in patients.
INTRODUÇÃO: A Prótese Implantável de Condução Óssea (BAHA) consiste em uma excelente opção na reabilitação auditiva de pacientes com perda auditiva condutiva e mista uni ou bilateral, e sensorioneural unilateral. Tem sido uma alternativa vantajosa sobre os aparelhos de condução óssea convencionais e os aparelhos de amplificação sonora individuais (AASI) quando o uso dos mesmos fica impossibilitado pela presença de otite externa crônica de difícil controle clínico. OBJETIVO: Apresentar o primeiro caso de BAHA realizado no Brasil, após a autorização da ANVISA, para a reabilitação da perda auditiva mista com episódios de otite externa crônica. MÉTODO: Paciente do sexo feminino, 50 anos, com perda auditiva de grau moderado à direita e severo à esquerda, zumbido bilateral, decorrente de otosclerose, submetida a quatro cirurgias de estapedotomia e com impossibilidade de uso de AASI devido a otorreia e otalgia bilateral. A avaliação médica e audiológica indicaram o benefício do BAHA. Realizada a cirurgia e implantação do sistema BAHA, a paciente apresentou melhora significativa nos limiares audiométricos, na percepção e discriminação da fala, além de relatar extrema satisfação relacionada ao fator estético. COMENTÁRIOS FINAIS: O processo cirúrgico do BAHA é seguro, simples e rápido, proporcionando excelentes resultados audiológicos e alto grau de satisfação por parte dos pacientes.
Descrição
Citação
Arquivos Internacionais de Otorrinolaringologia. Fundação Otorrinolaringologia, v. 15, n. 2, p. 249-255, 2011.