Show simple item record

dc.contributor.advisorLombardi Júnior, Imperio [UNIFESP]
dc.contributor.authorDiaz, Juliana Gonzalez [UNIFESP]
dc.date.accessioned2022-07-21T16:47:57Z
dc.date.available2022-07-21T16:47:57Z
dc.date.issued2020-08-13
dc.identifierhttps://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=9773051
dc.identifier.citationDIAZ, Juliana Gonzalez. Prevalência de alterações de deglutição em idosos sem sequelas neurológicas: perfil da deglutição do idoso do município de Santos/SP. 2020. 66 f. Dissertação (Mestrado Interdisciplinar em Ciências da Saúde) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2020.pt
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/xmlui/handle/11600/64527
dc.description.abstractSeveral studies report that 40 to 60% of older people have some difficulty chewing and/or swallowing, which can lead to malnutrition, dehydration, weight loss, a lack of eating desire, etc. ​Objective: ​Identify older adults with swallowing difficulties in the city of Santos, Brazil, among users of the public healthcare system. ​Methods: A cross-sectional study was conducted with 100 individuals aged 60 to 90 years with no neurological disorders. Patient histories were taken and a stomatognathic evaluations were performed. The Mini Mental Health Examination and swallowing-related quality of life questionnaire (SWAL-QOL) were administered. The clinical swallowing assessment was performed with liquid, pasty, and solid foods using two assessment protocols. ​Results: ​We found complaints of poorly adapted dentures among 49.3% of denture wearers and a high incidence of hypofunction of orofacial muscles. Sixty-five percent of the respondents had facial muscle hypofunction, 51% exhibited lip hypofunction, and 49% exhibited tongue hypofunction. Moreover, 54% reported difficulty swallowing. On the SWAL-QOL questionnaire, 37% reported choking when eating food, 44% reported choking when drinking liquids, 29% reported coughing during meals, and 77% reported difficulty chewing. Conclusions: ​The present study revealed an important incidence of complaints related to swallowing difficulties among older people in the city of Santos characteristic of presbyphagia, with structural and physiological changes. The most prevalent conditions were poorly adapted dentures and hypofunction of orofacial muscles, underscoring the importance of stomatognathic interventions in primary care.en
dc.description.abstractO motivo que nos levou a este estudo foi a presença de dificuldades de mastigação e deglutição, muito comum entre idosos. Diversos estudos relatam que 40 a 60% dos idosos apresentam alguma dificuldade de deglutição e/ou mastigação. A dificuldade de mastigação e deglutição pode levar o idoso à má nutrição, desidratação, perda de peso, falta de vontade de comer, vergonha de comer perto das pessoas, entre outros problemas. ​Objetivo: ​Identificar os idosos com dificuldades na deglutição na cidade de Santos, usuários do serviço público de saúde. ​Método: Delineada como uma pesquisa de corte transversal, foram avaliados 100 idosos com idade entre 60 e 90 anos, sem comprometimento cognitivo grave e sem alterações neurológicas. Foram aplicados a anamnese, avaliação estomatognática, o Mini Mental do Estado Mental, um questionário de qualidade de vida relacionado à deglutição (SWAL-QOL) e a avaliação clínica da deglutição com oferta de alimentos líquido, pastoso e sólido (água, iogurte e bolacha água e sal), segundo dois protocolos de avaliação (PARD e PITA). A fonoaudióloga observou se há alguma alteração e risco para saúde do sujeito e realizou os encaminhamentos necessários. ​Resultados: ​Encontramos queixa de prótese dentária mal adaptada em 49,3% dos usuários de prótese dentária, alta prevalência de hipofunção de musculatura orofacial, sendo facial em 65% dos entrevistados, 51% apresentaram hipofunção de lábio e 49% de língua e 54% relataram dificuldade de deglutição. No questionário Swal-Qol 37% referiram engasgos com comida, 44% engasgos com líquidos, 29% tosse durante as refeições e 77% dificuldade de mastigação. Conclusões: ​Este estudo mostrou prevalência importante de alteração de deglutição em idoso do município de Santos, características da Presbifagia, com alterações estruturais e fisiológicas. As alterações mais relevantes foram a hipofunção da musculatura orofacial e as más condições dentárias que podem interferir na capacidade de mastigação.pt
dc.format.extent66 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectSwallowing Disordersen
dc.subjectDeglutitionen
dc.subjectElderlyen
dc.subjectDeglutition Disordersen
dc.subjectDistúrbios da Deglutiçãopt
dc.subjectDeglutiçãopt
dc.subjectEnvelhecimentopt
dc.subjectDisfagiapt
dc.subjectPresbifagiapt
dc.titlePrevalência de alterações de deglutição em idosos sem sequelas neurológicas: perfil da deglutição do idoso do município de Santos/SPpt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)pt
dc.description.sourceDados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2020)
unifesp.campusBaixada Santista, Instituto de Saúde e Sociedadept
unifesp.graduateProgramInterdisciplinar em Ciências da Saúdept
unifesp.knowledgeAreaPromoção, Prevenção E Reabilitação Em Saúdept
unifesp.researchAreaEstratégias Interdisciplinares Em Promoção, Prevenção E Reabilitaçãopt
dc.audience.educationlevelMestrado


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record