Avaliação do nível de responsividade em pacientes neurológicos sob ventilação mecânica: proposta de um novo instrumento

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2020-07-10
Autores
Monteiro, Ana Paula Gomes [UNIFESP]
Orientadores
Vidotto, Milena Carlos [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introduction: Among the demands of a patient with brain injury and changes in the level of consciousness is possible the need for invasive ventilatory support. The moment of ventilatory weaning and orotracheal extubation is a major challenge in the management of this specific group. Therefore, considering the limitations demonstrated by the available instruments, in addition to the complexity of neurological patients, it is necessary to develop new scales to assess neurological patients using invasive mechanical ventilation. Objective: To construct and validate a new instrument for assessing the level of responsiveness of neurological patients under mechanical ventilation. Method: This is a study of methodological development called validation, developed from quantitative and qualitative perspectives. The development took place in five methodological stages: In the first, an integrative literature review was carried out. The second stage covered the process of building a new instrument. In the third moment, the search and selection of judges took place through curriculum evaluation. The fourth stage involved the content validation, encompassing the verification of the content validity coefficient and the analysis of the qualitative content pointed out by the judges. Finally, the fifth step involved the adequacy review of the proposed instrument. Results: The integrative literature review had 71 articles involving instruments already available that could guide the construction of a new instrument composed of five categories. The expert consultation process included 19 judges, most of whom were physiotherapists (84,21%), doctors (68,42%) and with expertise and experience in intensive care (84,21%). Considering the content validity coefficient by categories, ocular response (CVCt = 0,95), motor response (CVCt = 0,96) and ventilatory autonomy (CVCt = 0,90) obtained excellent coefficients and cough response categories and oral automation returned the satisfactorily values of CVCt = 0,86 and CVCt = 0,88, respectively. The qualitative analysis of the content allowed the exploration of the records of the open questions of the questionnaire, involving notes pertinent to the modification, allowing the improvement in the initial proposal of the instrument. Conclusion: The instrument built and whose content was validated, considering the criteria of importance, objectivity, relevance, clarity, practicality and vocabulary. Furthermore, it demonstrates the potential to offer assistance to the multidisciplinary team to guide the TE of patients with neurological deficits, allowing an evaluation focused on relevant variables for maintaining the integrity of spontaneous breathing.
Introdução: Dentre as necessidades de um paciente com lesão encefálica e alteração no nível de consciência está a possível necessidade de suporte ventilatório invasivo. Sendo o momento do desmame ventilatório e extubação orotraqueal um grande desafio no manejo desse grupo específico. Desta forma, considerando as limitações demonstradas pelos instrumentos disponíveis, além da complexidade dos pacientes neurológicos, se faz necessário o desenvolvimento de novas escalas para avaliação de pacientes neurológicos sob uso de ventilação mecânica invasiva. Objetivo: Construir e validar o conteúdo de um novo instrumento para avaliação do nível de responsividade de pacientes neurológicos sob ventilação mecânica. Método: Trata-se de um estudo de desenvolvimento metodológico do tipo validação, sendo desenvolvido a partir de abordagens quantitativas e qualitativas. O desenvolvimento se deu em cinco etapas metodológicas: Na primeira realizou-se uma revisão integrativa da literatura. A segunda etapa contemplou o processo de construção do novo instrumento. Já no terceiro momento ocorreu a busca e seleção dos juízes por meio da avaliação curricular. A quarta etapa envolveu a validação do conteúdo englobando a verificação do coeficiente de validade de conteúdo e a análise do conteúdo qualitativo apontado pelos ajuizadores. Finalmente, a quinta etapa envolveu a revisão e adequação do instrumento proposto. Resultados: A revisão integrativa contou com 71 artigos envolvendo instrumentos já disponíveis que puderam nortear a construção de um instrumento composto por cinco categorias. O processo de consulta a experts contou com 19 juízes, em sua maioria fisioterapeutas (84,21%), doutores (68,42%) e com especialidade e atuação em terapia intensiva (84,21%). Considerando o coeficiente de validade de conteúdo por categorias, a resposta ocular (CVCt = 0,95), resposta motora (CVCt = 0,96) e autonomia ventilatória (CVCt = 0,90) obtiveram coeficientes excelentes e as categorias de resposta da tosse e automatismo oral retornaram satisfatoriamente os valores de CVCt = 0,86 e CVCt = 0,88, respectivamente. A análise qualitativa do conteúdo permitiu a exploração dos registros das questões abertas do questionário, envolvendo apontamentos pertinentes a modificação, permitindo o aprimoramento na proposta inicial do instrumento. Conclusão: O instrumento construído e que teve o conteúdo validado, considerando os critérios de importância, objetividade, pertinência, clareza, praticidade e vocabulário, demonstra potencial para oferecer auxílio a equipe multiprofissional para nortear a extubação orotraqueal de pacientes com déficits neurológicos, possibilitando uma avaliação focada em variáveis relevantes para manutenção da integridade da respiração espontânea.
Descrição
Citação