Simulação: metodologia ativa de ensino inovadora no curso Técnico em Enfermagem

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2020-10-27
Autores
Reigada, Clara Regina [UNIFESP]
Orientadores
Freitas, Maria Aparecida De Oliveira [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado profissional
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
INTRODUCTION: Simulation is a teaching strategy that provides students with learning based on real experience in a controlled setting, where, in addition to developing skills and attitudes, they can reflect on their practice through their successes and mistakes, thus acquiring meaningful learning. The concern to carry out this research arose from practice as a teacher in the Nursing Technician course and from the need to use innovative teaching strategies. OBJECTIVE: This study investigated the perception of professors of the Technical Nursing Course about Simulation, as well as specifically mapped the strengths and weaknesses of simulation in vocational education. METHODOLOGY: This is a cross-sectional, qualitative, exploratory and descriptive research. The research was carried out in a private educational institution, located in the city of São Paulo, with the participation of eight professors of the course. The instrument used for data collection was the interview with a semi-structured script. The data obtained were analyzed using the content analysis technique in the thematic modality and it started from four thematic nuclei: teachers' perception about the Simulation; potential of Simulation as a teaching and learning strategy; weaknesses of Simulation as a teaching and learning strategy and challenges for using Simulation. RESULTS: The data and analyzes undertaken from the thematic core Perception of Teachers about Simulation as a teaching and learning strategy, gave rise to five categories of analysis and six subcategories: Simulation: Contextualization of the Teaching Method; The Simulation favors visualizing procedures through different simulators, promoting a greater understanding of the theme; Simulation articulates Theory and Practice; Simulation allows actions to be taken to gain experience practice in the proposed theme; Experiencing Simulation provides the student with an approximation of reality. The second article, from the thematic nucleus Potentialities, Weaknesses and Challenges of Simulation in Technical Education in Nursing, gave rise to four categories and five subcategories: Simulation develops technical skills preparing students to act and reflect on their action; Simulation develops cognitive dimension by raising the student's perception; Simulation promotes personal development and assertive decision making; Simulation is a dynamic teaching-learning strategy, close to reality. CONSIDERATIONS: The present study identified that all teachers believe that this is a good teaching and learning strategy in the health area and that institutions should invest in this proposal, that the application of Simulation in the researched institution is still deficient, since some professors are unaware of the method or did not have scientific preparation to apply such methodology, acting empirically without knowing the methodological process. Teachers are willing to learn about and improve their professional practice to use this strategy, knowing the importance and potential that a simulated class promotes, such as: ability to develop cognitive, technical and behavioral skills in students, decision making and development autonomy, increased perception and reflection of their actions. And the weaknesses of a simulated class reported by them with a view to improvement are: the need for teacher training, the cost of the simulation for institutions and the handling of the large number of students in the Nursing Technician course when doing the simulation. Therefore, it is assumed that this dissertation will contribute to the work of teachers. The product is the development of a 10-hour course for the training of teachers in order to instruct them to apply this strategy.
INTRODUÇÃO: A Simulação é uma estratégia de ensino que proporciona ao discente aprendizado baseado em experiência real em cenário controlado, onde este, além de desenvolver habilidades e atitudes, pode refletir sobre sua prática por meio de seus acertos e erros, adquirindo assim aprendizado prático significativo. A inquietação para realizar esta pesquisa surgiu da prática enquanto docente do curso Técnico em Enfermagem e da necessidade de utilizar estratégias de ensino inovadoras. OBJETIVO: Este estudo investigou a percepção dos docentes do Curso Técnico de Enfermagem acerca da Simulação, assim como especificadamente mapeou as potencialidades, fragilidades e desafios da simulação no ensino profissionalizante. METODOLOGIA: Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, exploratória e descritiva, de corte transversal. A pesquisa foi realizada em uma instituição de ensino privada, localizada na cidade de São Paulo, com a participação de oito docentes do curso. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi a entrevista com roteiro semiestruturado. Os dados obtidos foram analisados pela técnica análise de conteúdo na modalidade temática e partiu-se de quatro núcleos temáticos: percepção dos docentes acerca da Simulação; potencialidades da Simulação como estratégia de ensino e aprendizagem; fragilidades da Simulação como estratégia de ensino e aprendizagem e desafios para a utilização da Simulação. RESULTADOS: Os dados e as análises empreendidas a partir do núcleo temático Percepção dos Docentes acerca da Simulação como estratégia de ensino e aprendizagem deram origem a cinco categorias de análise e a seis subcategorias: Simulação: Contextualização do Método de Ensino; A Simulação favorece visualizar procedimentos por meio de diferentes simuladores, promovendo maior entendimento do tema; A Simulação articula Teoria e Prática; A Simulação permite executar ações para adquirir experiência prática no tema proposto; Vivenciar a Simulação proporciona ao aluno aproximação da realidade. O segundo artigo a partir do núcleo temático Potencialidades, Fragilidades e Desafios da Simulação no ensino Técnico em Enfermagem deu origem a quatro categorias e cinco subcategorias: A Simulação desenvolve habilidade técnica preparando o aluno para agir e refletir sobre sua ação; A Simulação desenvolve a dimensão cognitiva, elevando a percepção do aluno; A Simulação promove desenvolvimento pessoal e tomada de decisão assertiva; A Simulação é uma estratégia de ensino e aprendizagem dinâmica e próxima da realidade. CONSIDERAÇÕES FINAIS: O presente estudo identificou que todos os docentes acreditam que essa é uma boa estratégia de ensino e aprendizagem na área da saúde e que as instituições devem investir nessa proposta, que a aplicação da Simulação na instituição pesquisada ainda é deficiente, visto que alguns docentes desconhecem o método ou não tiveram preparo científico para aplicar tal metodologia, agindo empiricamente sem conhecer o processo metodológico. Há disposição dos docentes em conhecer a respeito e melhorar sua prática profissional para utilizar tal estratégia, sabendo da importância e das potencialidades que uma aula simulada promove, tais como: capacidade de desenvolver no aluno habilidade cognitiva, técnica e comportamental, tomada de decisão e desenvolvimento pessoal, autonomia, aumento da percepção e reflexão de suas ações. E as fragilidades de uma aula simulada relatadas por eles com vistas à melhoria são: necessidade de capacitação docente, o custeio da simulação para as instituições e o manejo do grande número de alunos do curso Técnico em Enfermagem ao fazerem a simulação. Portanto, supõe-se que esta dissertação irá contribuir com o trabalho dos docentes. Tem-se como produto a elaboração de um curso de 10 horas para a capacitação dos docentes a fim de instruí-los a aplicarem esta estratégia.
Descrição
Citação