Estudo comparativo da deposição do colágeno tipo 1 e tipo 3 nos períodos precoce e tardio entre as telas de polipropileno de alta densidade, polipropileno de baixa densidade, polipropileno revestido por celulose, e politetrafluoretileno expandido: modelo experimental em ratos

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2020-10-29
Autores
Maeda, Carlos Toshinori [UNIFESP]
Orientadores
Linhares, Marcelo Moura [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introduction: Abdominal wall hérnia is the most prevalent disease of surgical treatment worldwide. Nowadays, the prostheses reinforcement is the standard treatment, However the ideal mesh for the different scenarios is still a controversial topic in the literature. It is known that the final surgery outcome depends directly of the healing tissues quality induced by the meshes and that could be basically assessed quantifying 1 collagen type 1, collagen type 3, as well as the proportion between these two proteins. Objectives: Evaluate in the Early and Late Periods, the deposition of collagen 1, collagen 3 and the proportion of collagen 1 over collagen 3, between four types of meshes. Methods: Eighty Wistar rats were submitted to a ventral hernia model surgery with mesh placement. They were primarily divided into four large groups: Group PPA (high density polypropylene mesh); Group PPB (low density polypropylene mesh); Group PPCE (low density polypropylene encapsulated with polydioxanone and coated with oxidized cellulose); and Group PTFE (expanded polytetrafluoroethylene mesh). These groups were then subdivided into Early Period (submitted to euthanasia on the 7th postoperative day) and Late Period (submitted to euthanasia on the 28th postoperative day). For immunohistochemical analysis, polyclonal anti-collagen 1 and anti-collagen 3 antibodies were used and evaluated using a semi-quantitative scale. To analyze the proportion of collagens, picrosirius staining method with differentiation by the birefringence method was used, and analysis was made with the “Image J” software. The results were compared between meshes and between periods. Results: In the Early Period, Group PPCE had a higher collagen 1 mean than group B (p=0.003) and Group PTFE (p=0.001), the was no difference between groups in collagen 3 means. In the Late Period the Group PPB present higher mean than Group PPA (p = 0.005) and Group PTFE (p=0.002), and again there was no difference comparing collagen 3. When comparing Early and Late Periods, Groups PPA (p=0.022) and PPB (p<0.001) showed an increase of collagen 1 quantification, while Group PPCE (p= 0.01) showed an increase collagen 3 mean. In the analysis of the proportions of type 1 collagen over type collagen 3 using the picrosirius method, there was no statistical differences in the Early and Late Periods; When comparing Early and Late Periods, Group PPA (p=0.001); and PPB (p=0.018) showed an increase mean of this proportion. Conclusions: In the Early xvii Period, deposition of type 1 collagen was higher in cellulose-coated polypropylene mesh than low-density polypropylene and expanded polytetrafluoroethylene mesh, while in the Late Period, low-density polypropylene mesh showed greater collagen 1 deposition when compared to high density polypropylene and expanded polytetrafluoroethylene mesh. There was no difference in collagen 3 deposition of between the prostheses, in both Periods. The high and low density polypropylene meshes showed an increase collagen 1 deposition, while the polypropylene mesh coated with cellulose showed an collagen 3 increased between the Early and Late Periods. The ratio of collagens 1 over 3 was similar between prostheses in the studied periods. However, high and low density polypropylene meshes showed an increase ratio in the Late Period.
Introdução: A hérnia de parede abdominal é a doença de tratamento cirúrgico mais prevalente em todo o mundo. Atualmente, o uso de próteses de reforço é considerado o tratamento padrão ouro, entretanto a tela ideal para os diversos cenários ainda é ponto de discussão na literatura. Sabe-se que o resultado final da cirurgia depende diretamente da qualidade do tecido de cicatrização induzido pelas telas e que este pode ser avaliado basicamente pela quantificação dos colágenos tipo 1, do colágeno tipo 3, assim como da proporção entre essas duas proteínas. Objetivos: Avaliar a deposição do colágeno 1, colágeno 3 e a proporção do colágeno 1 sobre o colágeno 3, nos períodos precoce e tardio, entre quatro diferentes próteses. Métodos: Oitenta ratos da linhagem Wistar foram submetidos ao procedimento cirúrgico utilizando o modelo de hérnia ventral com a colocação de próteses. Eles foram divididos primariamente em quatro grandes grupos: Grupo PPA (tela de polipropileno de alta densidade); Grupo PPB (tela de polipropileno de baixa densidade); Grupo PPCE (polipropileno de baixa densidade encapsulada com polidioxanona e revestida com celulose oxidada); e Grupo PTFE (tela de politetrafluoretileno expandido). Esses grupos foram subdivididos em Período Precoce (submetidos à eutanásia no 7°dia de pós operatório) e Período Tardio (submetidos à eutanásia no 28° dia de pós operatório). Para a análise imunohistoquímica foram utilizados os anticorpos policlonais anticolágeno 1 e anticolágeno 3 e avaliados com uma escala semiquantitativa. Para análise da proporção dos colágenos foi adotado o método de coloração pelo picrosirius, com diferenciação pelo método de birrefringência e análise pelo software “Image J”. A seguir, os resultados foram comparados entre as diferentes telas e entre os Subgrupos Precoce e Tardio. Resultados: No Período Precoce o Grupo PPCE apresentou maior média de colágeno 1 do que o grupo PPB (p=0,003) e o Grupo PTFE (p=0,001) não sendo identificada diferenças entre os grupos com relação ao colágeno 3. No Período Tardio o Grupo PPB apresentou média maior do que os Grupos PPA (p=0,005) e o Grupo PTFE (p=0,002), e novamente não houve diferença com relação ao colágeno 3. Na comparação entre os Períodos Precoce e Tardio os Grupos PPA (p=0,022) e PPB (p<0,001) apresentaram aumento do quantificação do colágeno 1 , enquanto o Grupo PPCE (p=0,01) demonstrou xv aumento no valor da média do colágeno 3. Na análise da proporção do colágeno tipo 1 sobre o colágeno tipo 3 pelo método de picrosirius os grupos não apresentaram diferenças significantes, tanto no Período Precoce quanto no PeríodoTardio; já na comparação entre os Períodos os Grupos PPA (p=0,001); e PPB (p=0,018) apresentaram aumento da média dessa proporção. Conclusões: No Período Precoce a deposição do colágeno tipo 1 foi maior nas telas de polipropileno revestida de celulose do que nas telas de polipropileno de baixa densidade e de politetrafluoretileno expandido, enquanto no Período Tardio a tela de polipropileno de baixa densidade apresentou maior deposição de colágeno 1 quando comparada às telas de polipropileno de alta densidade e de politetrafluoretileno expandido. Não houve diferença na deposição do colágeno 3 entre as próteses, em ambos Períodos. As telas de polipropileno de alta e baixa densidades apresentaram aumento da deposição de colágeno 1, enquanto a tela de polipropileno revestida com celulose apresentou aumento do colágeno 3, entre os Períodos Precoce e Tardio. A razão dos colágenos 1 e 3 foi semelhante entre as próteses nos diferentes Períodos estudados. Entretanto, as telas de polipropileno de alta e baixa densidades apresentaram aumento desta proporção no Período Tardio.
Descrição
Citação