Ação antiaterogênica dos polissacarídeos sulfatados na disfunçãovascular e aterosclerose no modelo ApoE-/-

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2020-12-18
Autores
Palomino, Carlos Modesto Vera [UNIFESP]
Orientadores
Lima, Marcelo Andrade De [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Sulphated polysaccharides (SPs) are a group of macromolecules found in different classes of organisms. The interest in these compounds is mainly due to its known pharmacological actions such as antioxidant, antitumor, anticoagulant, antithrombotic and antilipidemic activity. The role of SP in reactivity and glycocalyx recovery is known but its effect as a possible anti-atherogenic drug is unknown. Currently, there are several treatments for vascular dysfunction; however, they do have some adverse effects. Thus, the use of sulphated polysaccharides could be considered as an alternative for the treatment of vascular dysfunction such as atherosclerosis and hypertension. Evaluate the action of SP on the integrity and distribution of atherogenic plaques throughout the aorta of treated mice and their relaxation activity in rat rings. Male mice (C57BL/6J and ApoE -/- ) received a 32% kcal atherogenic diet throughout 32 weeks combined with treatment with SPs and placebo. Then, they were euthanized, and their aorta analyzed by a combination of microscopy techniques. Confocal and Coherent Anti-Stokes Raman Scattering microscopy were used to characterize proteoglycans, lipids and collagen distribution. Standard optic microscopy (Hematoxylin/Eosin and Oil Red O staining) was used to study aorta integrity. Vasorelaxation was tested in rat aorta rings pre-treated with epinephrine and treated with SPs in an organ bath. The experiments followed the ethics committee. Differences in weight, plaque structure and distribution as well as aorta integrity were analyzed and compared between groups. SPs treatment reduced plaque formation and distribution throughout the aorta. Differences in aorta integrity were also found. SPs treatment reduced the atherogenic plaque formation hallmarks and induced relaxation effects. SPs treatment attenuated the formation of atheroma plaque and it caused relaxation of the aorta rings.
Polissacarídeos sulfatados (PSs) correspondem a um grupo de macromoléculas lineares ou ramificadas encontradas em diferentes classes de organismos. O interesse nesses compostos deve-se principalmente às ações farmacológicas, tais como atividade antioxidante, antitumoral, anticoagulante, antitrombótica e antilipêmica. O papel dos PSs na reatividade e recuperação do glicocálice é conhecido, mas seu efeito como possível fármaco anti-aterôgenico é desconhecido. Atualmente, existem vários tratamentos para aterosclerose; no entanto, alguns desses produzem efeitos adversos. O uso de polissacarídeos sulfatados pode ser considerado uma alternativa para o tratamento de disfunções vasculares, como aterosclerose e hipertensão. Foram avaliados a ação dos PSs na integridade e distribuição das lesões ateroscleróticas na aorta torácica dos camundongos tratados com PSs e a atividade de relaxamento em anéis de ratos Wistar e camundongos machos ApoE-/- DA. Os animais receberam dieta aterogênica durante 32 semanas, associado com tratamento com PSs ou placebo. Após eutanásia, as aortas foram retiradas e submetidas às análises subsequentes. A microscopia óptica padrão (coloração com HE e Oil Red O) foi usada para estudar a integridade da aorta. A microscopia Confocal CARS (Coherent Anti-Stokes Raman Scattering) foi utilizada para caracterizar a distribuição de proteoglicanos, lipídios e colágeno. O relaxamento foi testado em anéis da aorta de ratos pré-contraídas com Epi e incubado com derivado de PSs em banho de órgãos. As diferenças de peso dos animais, estrutura e distribuição da placa, bem como da integridade da aorta foram analisadas e comparadas entre os grupos. Mostrando o tratamento com PSs alterou as características da placa de ateroma, comprovado pela redução no conteúdo de lipídeo, bem como mudou a orientação das fibras de colágeno e reduziu a marcação para α-actina, conferindo assim menor rigidez ao tecido. Além disso, aumentou a expressão de heparam sulfato e ácido hialurônico nos grupos tratados. O tratamento com PS atenuou a formação de placa de ateroma e causou relaxamento dos anéis da aorta torácica.
Descrição
Citação