Desenvolvimento de uma balança microcontrolada de baixo custo para unidades de terapia intensiva neonatal

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2020-07-24
Autores
Hua, Lin Hung [UNIFESP]
Orientadores
Martins, Luiz Eduardo Galvao [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado profissional
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introduction: The evolution of the technology applied to the care of preterm babies in Neonatal Intensive Care Units was a great impact factor to reduce the mortality of these patients. Materials, medicine and equipment technologies made possible increase the survival rates. Diseases associated with prematurity and prolonged hospitalization, such as Respiratory Distress Syndrome and infections contribute to the risks of sequels. There are other risk factors that are inherent to daily care: hypothermia, oscillation of oxygenation and blood pressure, discomfort, pain and environmental conditions of the unit such as lighting and excessive noise. Organizing care to reduce premature patient handling, decreasing monitor alarm volume, establishing quiet times to respect sleep are environmental control actions that favor the clinical stability and development of preterm babies. One of the routine procedures in these units is weighing patients. The weighing method adopted in most Brazilian hospitals increases the risk of hypothermia, stress, clinical instability and fall. Objective: to develop a low-cost neonatal scale prototype to modify the weighing process. Methods: a prospective study, the prototype development was through a convention established between two institutions: ICT/Unifesp and Dr. José de Carvalho Florence Municipal Hospital. The prototype was mounted in the ICT/Unifesp laboratory and patient tests were performed at the Hospital. The prototype tests with patient were carry out at Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence. The weighing tests with the prototype lasted for 14 days. Results: professionals did not have difficulties to use the prototype during the tests period, the equipment did not present any problems. The prototype allows weighing patients without removing them from the incubator. The developed prototype cost is 14.1% of the value of the similar weighing scale available on the Brazilian market. Conclusions: it is possible to change the weighing process with low cost equipment, make easier to spread the method, for less exposure to risk factors that impair the neurodevelopment in premature infants.
Introdução: A evolução da tecnologia aplicada aos cuidados com recém-nascidos prematuros nas Unidades de Terapia Intensiva Neonatal foi fator de grande impacto para reduzir a mortalidade desses pacientes. Tecnologias em materiais, medicamentos e equipamentos possibilitaram maiores índices de sobrevivência. Doenças associadas à prematuridade e à internação prolongada, como Síndrome do Desconforto Respiratório e infecções são causas pós-natais que contribuem para morbidade e risco de sequelas. Existem outros fatores de risco que são inerentes aos cuidados diários: hipotermia, oscilação da oxigenação e da pressão sanguínea, desconforto, dor e condições ambientais da unidade como iluminação e barulho excessivo. Organizar o cuidado para reduzir o manuseio do paciente prematuro, diminuir volume dos alarmes dos monitores, estabelecer horários de silêncio para respeitar o sono são ações de controle do ambiente que favorecem a estabilidade clínica do prematuro e seu desenvolvimento. Um dos procedimentos de rotina nessas unidades é a aferição do peso dos pacientes. O método de pesagem adotado na grande maioria dos hospitais brasileiros aumenta o risco de hipotermia, estresse, instabilidade clínica e queda. Objetivo: desenvolver um protótipo de balança neonatal de baixo custo para modificar o processo de pesagem. Métodos: estudo prospectivo, o desenvolvimento do protótipo foi por meio de convenio estabelecido entre duas instituições: ICT/Unifesp e Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence. A montagem do protótipo ocorreu no laboratório do ICT/Unifesp e os testes com paciente foram realizados no Hospital. Foram realizadas pesagens com o protótipo durante 14 dias. Resultados: os profissionais não tiveram dificuldades para usar o protótipo durante os testes, o equipamento não apresentou problemas. O protótipo possibilita pesagem sem retirar o paciente da incubadora. O custo de desenvolvimento correspondeu a 14,1% do valor do dispositivo de pesagem equivalente disponível no mercado brasileiro. Conclusões: é possível alterar o processo de pesagem com equipamento de baixo custo, facilitando difusão do método, com menor exposição aos fatores de riscos que comprometem o neurodesenvolvimento dos prematuros.
Descrição
Citação