Comparação da efetividade do treinamento funcional versus exercício resistido em pacientes com Artrite Psoriásica: um estudo controlado e randomizado

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2020-12-02
Autores
Silva, Diego Roger [UNIFESP]
Orientadores
Natour, Jamil [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Psoriatic arthritis (PSA) is a chronic inflammatory arthritis, defined asthe association of inflammatory arthropathy and skin psoriasis. The literature is stillvery scarce with regard to non-pharmacological treatments for patients with PSA,especially physical exercise. Objective: The objective of this study was to evaluate the effectiveness of functional versus resistance exercise training improved functional capacity of patients with APS. Methods: Forty-one patients aged 18 to 65 years who were diagnosed with psoriatic arthritis were selected for this study. They were randomized into two groups: Functional Training and Resistance Exercise. They were randomized into two groups: functional training and resistance exercise. The functional training group (TF) underwent functional exercises with elastic band twice a week for 12 weeks. Outcome measures were: BASFI and HAQ-S for functional capacity, one-repetition maximum test (1RM) for muscle strength, SF-36 questionnaire for general quality of life, and BASDAI and DAS-28 for disease activity. Analyzes were performed by a blinded evaluator at baseline (T0), six (T6) and twelve (T12) weeks after the start of the study. Results: At baseline, the groups were homogeneous in terms of clinical and demographic characteristics. There was significant intra-group improvement for both groups in the BASFI, BASDAI, HAQ-s, and DAS-28 protocols. n the quality of life assessment, both groups showed significant intra-group improvements for all domains except the “emotional aspect” domain, the ER group did not improve. In the muscle strength variable, there was significant improvement for all exercises in both groups, except for the “alternate biceps (bilateral)” exercise. There was no improvement for the TF group and “alternate (bilateral)” and “front pull-down” exercises in the ER group. Conclusion: TF and ER are effective in improving the functional capacity, disease activity and general quality of life of patients with psoriatic arthritis.
A artrite psoriásica (APS) é uma artrite inflamatória crônica, definida como a associação de artropatia inflamatória e psoríase. A literatura ainda é muito escassa em relação a tratamentos não farmacológicos para os pacientes com APS, especialmente o exercício físico. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar a efetividade do treinamento funcional versus exercícios resistido na melhora da capacidade funcional de pacientes com APS.Métodos: Quarenta e um pacientes com idade entre 18 e 65 anos que apresentaram diagnóstico de artrite psoriásica foram selecionados para este estudo. Eles foram randomizados em dois grupos: Treinamento funcional e exercício resistido. O grupo treinamento funcional (TF) foi submetido a exercícios funcionais com banda elástica, duas vezes por semana, durante 12 semanas. O grupo Exercício resistido (ER) foi submetido a exercícios de resistência,duas vezes na semana por 12 semanas. As medidas de desfecho foram: BASFI e HAQ-S para a capacidade funcional, teste de uma repetição máxima (1RM) para a força muscular, questionário SF-36 para a qualidade de vida em geral e BASDAI e DAS-28 para a atividade da doença. As análises foram feitas por um avaliador cego na linha de base (T0), seis (T6) e doze (T12) semanas após o início do estudo. Resultados: Na avaliação inicial, os grupos foram homogêneos quanto às características clínicas e demográficas. Houve melhora significativa intra-grupopara ambos os grupos nos protocolos BASFI, BASDAI, HAQ-s e DAS-28. Na avaliação de qualidade de vida,ambos os grupos mostraram melhoras significativas intra-grupo para todos os domínios, exceto o domínio “aspecto emocionais”, o grupo ER não obteve melhora.Na variável força muscular, houve melhora significativa para todos os exercícios em ambos os grupos, exceto o exercício “bícepsalternado (bilateral)” não houve melhora para o grupo TF e “bíceps alternado(bilateral)” e “puxada pela frente” no grupo ER. Conclusão: O TF e ER são efetivos na melhora da capacidade funcional, da atividade da doença e da qualidade de vida geral de pacientes com artrite psoriásica.
Descrição
Citação