Abordagem dietética da alergia ao leite de vaca em crianças na perspectiva e nos estágios de mudança de comportamento de seus cuidadores

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2020-05-28
Autores
Ullmann, Gabriela Rodrigues [UNIFESP]
Orientadores
Speridião, Patrícia da Graça Leite [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
To know and understand the practices of the dietary approach from the perspective of children caregivers with ALV and to verify if the stages of behavior change of these caregivers correspond to their practices. Method: it´s a qualitative and quantitative, observational and cross-sectional study involving 30 children caregivers with CMA between 0 to 24 months old, attended in a specialized outpatient clinic, from July 2018 to May 2019. The data collection was performed by using a structured form with sociodemographic aspects, social classification, interview based on 4 guiding questions and an algorithm for classifying the stages of behavior change according to the transtheoretical model. Results: the caregivers are mostly (26/30) women, aged between 20 to 48 years old and belong to social classes C, D and E. Children with CMA are mostly women, do not attend school and live in a two-parent family model and the caregiver is the mother herself. More than half of the number of caregivers (18/30) reported seeking additional information about the treatment of CMA from other sources, for example, the internet (15/18). Of these, (11/18) consider the internet to be a very reliable source. Regarding the orientation of reading labels, (19/30) answered yes and the rest (11/30) replied that they had never received this information. The caregivers (22/30) reported not having adequate financial condaition to meet the demand for dietary management of CMA and 56,6% (17/30) feel distressed about it. According to the transtheoretical model, 80% of caregivers (24/30) are in the action stage in relation to behavior change. Conclusions: the practices related to the dietary approach in CMA by children caregivers are influenced by many feelings and emotions that can cause noise in the communication with the team professionals. The stage of behavior change in which the caregivers are found corresponds to the practices. The stage of behavior change in which the caregivers are found corresponds to the practices.
Conhecer e entender as práticas da abordagem dietética na perspectiva dos cuidadores de crianças com ALV e, verificar se os estágios de mudança do comportamento desses cuidadores correspondem às suas práticas. Método: estudo qualitativo e quantitativo, observacional e transversal que contou com 30 cuidadores de crianças com ALV entre 0 a 24 meses de idade, atendidas em ambulatório especializado, no período de julho de 2018 a maio de 2019. A coleta de dados se deu por meio de formulário estruturado com aspectos sociodemográficos, classificação social, entrevista com base em 4 perguntas norteadoras e algoritmo para classificação dos estágios de mudança do comportamento de acordo com o modelo transteórico. Resultados: os cuidadores são na maioria (26/30) do sexo feminino, têm idade entre 20 a 48 anos e pertencem às classes sociais C, D e E. As crianças com ALV são na maioria, do sexo feminino, não frequentam a escola e vivem em modelo familiar biparental e o cuidador é a própria mãe. Mais da metade do número de cuidadores (18/30) referiu buscar informações adicionais sobre o tratamento da ALV em outras fontes, por exemplo, a internet (15/18). Desses, (11/18) consideram a internet, uma fonte bastante confiável. Sobre a orientação de leitura de rótulos, (19/30) responderam que sim e, o restante (11/30) respondeu nunca ter recebido essa informação. Dos cuidadores (22/30) relataram não ter condição financeira adequada para atender a demanda do manejo dietético da ALV e, 56,6% (17/30) se sentem angustiados frente a isso. De acordo com o modelo transteórico, 80% dos cuidadores (24/30) se encontram no estágio de ação em relação à mudança de comportamento. Conclusão: as práticas relacionadas à abordagem dietética na ALV por cuidadores de crianças são influenciadas por muitos sentimentos e emoções que podem provocar ruídos na comunicação com os profissionais da equipe e o estágio de mudança do comportamento no qual se encontram, corresponde às suas práticas.
Descrição
Citação