Problemas de comportamento em crianças com Transtorno Autista

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2011-03-01
Autores
Marteleto, Márcia Regina Fumagalli [UNIFESP]
Schoen-Ferreira, Teresa Helena [UNIFESP]
Chiari, Brasilia Maria [UNIFESP]
Perissinoto, Jacy [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
The purpose of this study was the identification of behavioral problems in children with autism disorders. In total 118 mothers of children between three and fifteen years of age responded to the Child Behavior Checklist. Three groups of children were differentiated: children with autism, children with language disorders, and typical schoolchildren. The autism and language disorder groups had significantly higher average total scores than the typical schoolchildren. The language disorder group had higher average scores on aggressive behavior and externalizing behavior. The children with autism disorders had higher average scores on thought problems and lower scores on anxiety. Children with autism showed different behavioral problems in comparison with the two remaining groups of children.
Este trabalho teve por objetivo identificar problemas de comportamento apresentados por crianças com Transtorno Autista. Participaram 118 mães de crianças de três a quinze anos, divididas em três grupos: crianças autistas; crianças com distúrbios de linguagem; e crianças sem patologias informadas. As mães responderam ao Child Behavior Checklist. Os grupos Transtorno Autista e Distúrbios de Linguagem tiveram escores médios significantemente maiores que o grupo de crianças sem patologias informadas. O grupo com Distúrbios de Linguagem teve escores médios maiores em comportamento agressivo e comportamentos externalizantes. As crianças com transtorno autista tiveram escores médios maiores em Problemas de Pensamento e menores em Ansiedade. Crianças com transtorno autista apresentam problemas de comportamento diferentes de crianças sem patologias informadas.
Descrição
Citação
Psicologia: Teoria e Pesquisa. Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, v. 27, n. 1, p. 5-12, 2011.