Gertrude Bell: relatos e experiências

Imagem de Miniatura
Data
2022-02-18
Autores
Silvério, Leticia Gabriela
Orientadores
Osman, Samira Adel
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O presente trabalho buscou analisar as narrativas presentes nos diários compostas pela exploradora e arqueóloga inglesa, Gertrude Bell (1868-1926), durante os anos de 1877 a 1919. O intuito foi delinear o percurso que a levou ao protagonismo nas políticas imperiais britânicas e a construção de sua narrativa sobre sociedades não europeias, que se mostraram impregnadas dos discursos coloniais de barbárie x civilização. A figura de Bell apresentou uma contradição entre seus afetos pessoais sobre essas sociedades e o discurso adotado sobre elas, baseados em preconceitos raciais e culturais que se mostraram repletos de continuidades e rupturas ao longo de suas narrativas. Essas contradições presentes em sua figura foram o despertar do interesse desta pesquisa, que tentou expô-los ao longo do trabalho de escrita.
The present work sought to analyze the narratives present in the diaries composed by the English explorer and archaeologist, Gertrude Bell (1868-1926), during the years from 1877 to 1919. The aim was to outline the path that led her to the leading role in British Imperial policies and the construction of her narrative about non-European societies, which proved to be impregnated with colonial discourses of barbarism x civilization. Bell's figure presented a contradiction between her personal affections about these societies and the discourse adopted about them, based on racial and cultural prejudices that proved to be full of continuity and ruptures throughout their narratives. These contradictions present in her figure were the awakening of the interest of this research, which tried to expose them throughout the writing process.
Descrição
Citação
Coleções