Investigação do potencial terapêutico da cannabis sativa no tratamento de transtornos do comportamento alimentar: uma revisão sistemática

Imagem de Miniatura
Data
2022-02-14
Autores
Jardim, Beatriz de Freitas [UNIFESP]
Orientadores
Ribeiro, Alessandra Mussi [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Os transtornos alimentares causam consequências negativas na qualidade de vida de pacientes e seus familiares, afetando predominantemente mulheres adolescentes e jovens adultas. Os transtornos como bulimia, anorexia, pica, transtorno de ruminação e transtorno alimentar restritivo/evitativo estão associados à comorbidades como transtorno bipolar, depressão, ansiedade, transtorno obsessivo compulsivo (TOC) e transtornos do neurodesenvolvimento. A anorexia também está associada ao câncer, conhecida como síndrome de anorexia-caquexia do câncer (CACS) é um distúrbio grave que promove uma perda de peso contínua e involuntária que não pode ser totalmente revertida através apenas pela terapia nutricional convencional. Os transtornos alimentares contam com tratamentos farmacológicos e não farmacológicos, neste último com destaque para a Terapia Cognitiva Comportamental (TCC). Estudos prévios têm mostrado que o sistema endocanabinóide está fortemente envolvido no controle do apetite e ingestão alimentar. E, pacientes com transtornos alimentares apresentam alterações na neurotransmissão endocanabinóide. Neste contexto, é plausível supor que a manipulação farmacológica do tônus do sistema endocanabinóide pode ser benéfica para o tratamento de alguns transtornos alimentares. Inclusive o uso da planta cannabis tem potencial farmacológico e terapêutico para o tratamento de transtornos alimentares e suas comorbidades. O objetivo deste estudo foi investigar através de um processo de revisão sistemática o potencial terapêutico da Cannabis sativa e seus constituintes para o tratamento dos transtornos do comportamento alimentar. Assim, uma revisão sistemática foi conduzida utilizando as bases de dados Pubmed, Medline e Scielo, e foram encontrados 07 estudos elegíveis. Os artigos revisados mostraram que a cannabis medicinal e constituintes podem ter um importante potencial terapêutico no tratamento da anorexia e CACS, promovendo ganho de peso e aumento do apetite e ainda ajudando na melhora da qualidade de vida, sintomas físicos e emocionais de indivíduos. Entretanto, é importante destacar que há poucos estudos acerca do assunto e mesmo os estudos já publicados apresentam importantes limitações. Assim, mais estudos são necessários para esclarecer se a manipulação farmacológica via neurotransmissão endocanabinóide pode beneficiar pacientes que sofrem com os transtornos alimentares.
Descrição
Citação
JARDIM, Beatriz de Freitas. Investigação do potencial terapêutico da cannabis sativa no tratamento de transtornos do comportamento alimentar: uma revisão sistemática. 2022. 37 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Nutrição) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2022.
Coleções