Show simple item record

dc.contributor.advisorCampos, Claudia Ladeira de [UNIFESP]
dc.contributor.authorCortez, Christian Zenichi de Oliveira Ueji [UNIFESP]
dc.coverage.spatialSão José dos Campos, SPpt_BR
dc.date.accessioned2022-03-03T13:11:06Z
dc.date.available2022-03-03T13:11:06Z
dc.date.issued2022-02-11
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/xmlui/handle/11600/63276
dc.description.abstractOs fungos do gênero Paracoccidioides, endêmicos da América Latina, são agentes etiológicos da doença paracoccidioidomicose (PCM), uma das principais micoses sistêmicas do Brasil, que acomete principalmente pessoas que exercem atividades agrícolas, sendo considerada uma doença negligenciada. A infecção acontece quando o hospedeiro inala esporos ou fragmentos de hifa da forma micelial do fungo, atingindo o interior do pulmão onde, por fatores nutricionais e a mudança de temperatura para 37ºC, se diferencia em levedura e pode se tornar patogênico. A calcineurina, uma fosfatase de serina e treonina ativada por Ca2+ e calmodulina, é importante para o processo de diferenciação, proliferação, sobrevivência e virulência de diversos fungos. Uma análise proteômica realizado pelo grupo com o objetivo de investigar o papel da calcineurina no metabolismo celular do P. brasiliensis, revelou alterações na abundância de proteínas em uma cultura desse fungo na presença da ciclosporina A (CsA), inibidor da calcineurina, quando comparado ao controle. Dentre essas proteínas, o Acil-CoA Sintetase de cadeia Longa (ACSL), enzima que faz a ligação de uma coenzima A à um ácido graxo, etapa limitante para a síntese e degradação de lipídios e importantes para a geração e armazenamento de energia para as células, apresentou-se com abundância reduzida em 1,629 vezes. A fim de começar a entender a importância desta enzima na regulação metabólica de fungos do gênero Paracoccidioides, foi feito um estudo in sílico para busca e caracterização de genes de ACSL (pbACSL) das proteínas previstas e sobre os possíveis elementos regulatórios associados aos genes dessa proteína, com o objetivo de discutir as possibilidades de regulação de expressão desses genes para o metabolismo do Paracoccidioides sp. Desse modo, foi encontrado que no genoma do Paracoccidioides sp. existem pelo menos 3 genes pbACSL, cujas regiões promotoras proximais possuem sequências compatíveis com elementos regulatórios que respondem a privação de nutrientes (NIT2, GCN4 e INO2), que exercem um papel importante na virulência de fungos (STE12 e MAC1), e que auxiliam no crescimento celular de fungos (GA-BF, MAC1 e STE12). E como perspectiva futura, seria importante avaliar experimentalmente in vitro e in vivo a relevância desses achados para a biologia do Paracoccidioides.pt_BR
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)pt_BR
dc.format.extent80 f.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectParacoccidioides sp.pt_BR
dc.subjectParacoccidioidomicosept_BR
dc.subjectCalcineurinapt_BR
dc.subjectElementos regulatóriospt_BR
dc.subjectAcil-CoA sintetase de cadeia longapt_BR
dc.titleAcil-CoA Sintetase de Paracoccidioides brasiliensis: do gene à uma proposta de funçãopt_BR
dc.title.alternativeAcyl-CoA Synthetase of Paracoccidioides brasiliensis: From gene to a proposal of functionpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de curso de graduaçãopt_BR
dc.description.sponsorshipID180856/2021-9pt_BR
unifesp.campusInstituto de Ciência e Tecnologia (ICT)pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1448294608491688pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8867737169235839pt_BR
unifesp.graduacaoBiotecnologiapt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record