Estudo comparativo entre as bacias do Acre e Solimões

Imagem de Miniatura
Data
2022-02-11
Autores
Diniz, Ricardo Ferreira Santos [UNIFESP]
Orientadores
Oliveira, Emiliano Castro de [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
É indubitável que o estudo de bacias sedimentares é essencial no mundo, tendo ampla utilidade tanto no meio acadêmico quanto no meio econômico, é extremamente relevante para o estudo da teoria da tectônica de placas e para a exploração de petróleo, além de possuir uma abundância de recursos minerais, sendo, portanto, uma formação geológica altamente valiosa. Durante a formação das bacias sedimentares, a dinâmica da terra provoca um afundamento na terra e o acúmulo de sedimentos com matéria orgânica, a matéria orgânica soterrada sofre diversas transformações através da alteração da temperatura para então formar o petróleo. No Brasil, há predominância de exploração de bacias na costa brasileira, mas, ainda há potencial onshore, sendo uma delas a Bacia do Acre, que fica bem próxima da Bacia do Solimões, uma bacia que possui algumas similaridades com a Bacia do Acre quando se olha o histórico de formação, ambas estão relacionadas com os eventos orogenia andina e orogenia Juruá, caracterizadas por movimentos tectônicos de compressão. Apesar de não haver confirmações acerca da rocha geradora da Bacia do Acre, as inferências existentes são similares com o que se sabe sobre a Bacia do Solimões, aventando-se a possibilidade de que a deposição de sedimentos paleozóicos tenham acontecido de forma concomitante, resultando em folhelhos devonianos. Com relação as Rochas Reservatório, trapas e selante, as bacias apresentam sedimentação similar, sendo de modo geral folhelhos e evaporitos. Com relação a Bacia do Acre, são necessários mais estudos e estratégias para lidar com os obstáculos regionais e ambientais que impedem aprofundamento exploratório na região. Este trabalho teve como objetivos fazer um estudo comparativo do ponto de vista geológico entre as Bacias do Acre e do Solimões, se utilizando principalmente dos dados da ANP e de estudos sobre as bacias, gerando conhecimento acerca das bacias no Brasil.
Descrição
Citação
DINIZ, Ricardo Ferreira Santos. Estudo comparativo entre as bacias do Acre e Solimões. 2022. 32 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia do Mar) - Instituto do Mar, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2022.