Repressão sexual como estratégia política: governos ditatoriais do Brasil e da Argentina e o financiamento dos Estados Unidos

Imagem de Miniatura
Data
2022-01-30
Autores
Brasilino, Julia de Carvalho [UNIFESP]
Orientadores
Quinalha, Renan Honório [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Esse artigo visa analisar as relações de Estado e grupos minoritários nos governos civis-militares da Argentina e do Brasil, bem como leva em consideração a influência política, militar e ideológica dos Estados Unidos. Parte-se da caracterização do contexto histórico em que as ditaduras estavam inseridas para entender as origens e os objetivos que se relacionam com a repressão sexual à luz das Relações Internacionais e, particularmente, da Política Externa do período. A pesquisa busca interpretar os motivos, acontecimentos e consequências da repressão das sexualidades dissidentes em governos autoritários da América Latina. Em momento de Guerra Fria, a repressão sexual foi apresentada como instrumento anti-comunista fundamental para a Segurança Nacional e a harmonia social e política com grandes impactos até os dias atuais.
This article aims to analyze the relations of State and minority groups in the civil-military governments of Argentina and Brazil, as well as taking into account the political, military and ideological influence of the United States. It starts with the characterization of the historical context in which the dictatorships were inserted in order to understand the origins and objectives that relate to sexual repression in the light of International Relations and, particularly, the Foreign Policy of the period. The research seeks to interpret the reasons, events and consequences of the repression of dissident sexualities in authoritarian governments in Latin America. At the time of the Cold War, sexual repression was presented as a fundamental anti-communist instrument for National Security and social and political harmony with great impacts until the present day.
Descrição
Citação
BRASILINO, Julia de Carvalho. Repressão sexual como estratégia política: governos ditatoriais do Brasil e da Argentina e o financiamento dos Estados Unidos. 2022. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Política, Economia e Negócios, Osasco, 2022.