Show simple item record

dc.contributor.advisorDe Domenico, Edvane Birelo Lopes [UNIFESP]
dc.contributor.authorMoreira, Maria Eunice de Carvalho [UNIFESP]
dc.date.accessioned2021-12-07T23:12:36Z
dc.date.available2021-12-07T23:12:36Z
dc.date.issued2021-12
dc.identifier.citationMOREIRA, Maria Eunice de Carvalho. Bem-estar funcional, físico e preocupações adicionais de mulheres brasileiras sobreviventes de câncer de mama atendidas pela saúde pública e suplementar. São Paulo, 2021. 17 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) – Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/xmlui/handle/11600/62392
dc.description.abstractIntrodução: Desde o diagnóstico até o seguimento a paciente é considerada sobrevivente de câncer com diferentes demandas biopsicossocioespirituais que devem ser atendidas pela sua equipe de saúde com o intuito de promover a melhor assistência. Objetivos: Comparar os níveis de bem-estar funcional e físico e as preocupações adicionais de mulheres sobreviventes de câncer de mama pertencentes à saúde pública e suplementar e relacionar os domínios por grupos de mulheres com as variáveis escolaridade, apoio emocional, idade e tempo transcorrido do tratamento. Método: Estudo transversal, com mulheres após tratamento de câncer de mama, de duas instituições de saúde, pública e suplementar, do município de São Paulo, São Paulo, Brasil. Instrumento: 23 questões de 3 domínios do Functional Assessment of Cancer Therapy-Breast (FACT-B): Bem estar funcional; Bem estar físico e Preocupações adicionais -câncer de mama. Resultados: 90 mulheres participaram do estudo, com média de idade de 57,65 anos (DP= 12,42), a maioria diagnosticada entre 2017 e 2020. No SUS, quanto à escolaridade, a maioria encontrava-se entre não alfabetizadas e com ensino médio incompleto enquanto no grupo da saúde complementar, a maioria possuía ensino superior completo. No domínio Preocupações adicionais-câncer de mama, o grupo SUS apresentou maior escore em relação à saúde complementar (p=0,028) e, na soma dos dois grupos, a idade correlacionou-se positivamente (p=0,003) e negativamente com o tempo de sobrevivência (p= 0,023). Os escores de bem-estar funcional foram os mais baixos em ambos (média= 19,0). Conclusão: Apesar dos escores médios equivalentes de bem-estar físico e funcional, há particularidades entre as sobreviventes dos sistemas público e suplementar. O domínio preocupações adicionais- câncer de mama apresentou correlações com população atendida pelo SUS, idade e tempo de sobrevivência.pt_BR
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamentopt_BR
dc.format.extent17 f.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectNeoplasias da Mamapt_BR
dc.subjectSobreviventept_BR
dc.subjectQualidade de Vidapt_BR
dc.subjectPerfil de Impacto da Doençapt_BR
dc.subjectOncologiapt_BR
dc.titleBem-estar funcional, físico e preocupações adicionais de mulheres brasileiras sobreviventes de câncer de mama atendidas pela saúde pública e suplementarpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de curso de graduaçãopt_BR
unifesp.campusEscola Paulista de Enfermagem (EPE)pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9509212425894846pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9590895567864681pt_BR
unifesp.graduacaoEnfermagempt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record