Show simple item record

dc.contributor.advisorAvila, Clara Regina Brandão de [UNIFESP]
dc.contributor.authorYamasaki, Sarah Aimi [UNIFESP]
dc.coverage.spatialSão Paulopt_BR
dc.date.accessioned2021-11-30T17:43:57Z
dc.date.available2021-11-30T17:43:57Z
dc.date.issued2021
dc.identifier.citationYAMASAKI, Sarah Aimi. Transtorno dos sons da fala na idade escolar e o aprendizado da leitura: revisão integrativa. São Paulo, 2021. 31 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/xmlui/handle/11600/62370
dc.description.abstractIntrodução: crianças com Transtornos dos Sons da Fala representam uma vasta porcentagem de pacientes quanto ao número de casos atendidos por fonoaudiólogos especializados em fala e linguagem. Expressiva porcentagem deles ainda apresentam alterações dos sons da fala que podem interferir na definição das representações fonológicas e, em consequência, na consciência fonológica e no aprendizado da leitura. No âmbito acadêmico, pesquisadores investigam o papel da oralidade no aprendizado da leitura, bem como os impactos dos Transtornos dos Sons da Fala sobre a alfabetização. Há evidências de que estes podem prejudicar a aprendizagem escolar. Objetivo: identificar, analisar e sintetizar evidências científicas publicadas na literatura da última década, sobre o impacto do Transtorno dos Sons da Fala Persistente no aprendizado da leitura. Método: Esta é uma revisão integrativa que visa a responder se Transtornos dos sons da fala presentes na idade escolar podem influenciar o aprendizado da leitura?. Os artigos publicados nas bases de dados PubMed e LILACS, na última década, foram sintetizados e analisados de acordo com as características: autor(es), ano de publicação, local de realização da pesquisa, título, população amostral, tipo de estudo, objetivo, métodos utilizados, principais resultados e conclusão. Cinquenta e cinco textos foram identificados, dos quais 07 se mostraram adequados ao objetivo do estudo. Resultados: a análise dos artigos selecionados mostrou: 42,85% dos estudos concluíram que o TSFP influencia negativamente as habilidades de leitura em todo seu aprendizado; 28,57% dos artigos apontaram que o TSFP produz impacto somente nas primeiras etapas do aprendizado da leitura; e 28,57% dos artigos concluiu que o TSFP não produz impacto nas habilidades de leitura. Conclusão: A maior parte dos artigos evidenciaram o impacto do TSFP sobre o aprendizado e desenvolvimento das habilidades de leitura, confirmando a hipótese inicial levantada no presente trabalho.pt_BR
dc.description.abstractIntroduction: Children with Speech Sound Disorders represent a vast percentage of patients in terms of the number of cases attended by speech and language therapists. An expressive of them still presents speech sound errors that can interfere in the definition of phonological representations and, consequently, in phonological awareness and reading learning. In the academic sphere, researchers investigate the role of orality in the process of reading acquisition, as well as the impacts of Speech Sound Disorders on literacy. There is evidence that these can impair school learning. Purpose: to identify, analyze and synthesize scientific evidence published in the literature of the last decade on the impact of Persistent Speech Sound Disorder on reading learning. Method: This is an integrative review that aims to answer whether Speech Sound Disorders in school-age children can influence reading?. Articles published in the PubMed and LILACS databases in the last decade were synthesized and provided according to the characteristics: author(s), year of publication, place of research, title, sample population, type of study, purpose, methods used, main results and conclusion. Fifty-five texts were identified, of which 07 define the study purpose. Results: in the analysis of the selected articles: 42.85% of the studies concluded that the persistence of the SSD negatively influences reading skills throughout their learning; 28.57% of the articles indicated that the persistence of the SSD only has an impact in the first stages of reading acquisition; and 28.57% of the articles believed that the persistence of the SSD had no impact on reading skills. Conclusion: Most articles show the impact of the persistent SSD on the learning and development of reading skills, confirming the initial hypothesis raised in this work.pt_BR
dc.format.extent31 f.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectFalapt_BR
dc.subjectTranstorno da produção dos sons da falapt_BR
dc.subjectAprendizagempt_BR
dc.subjectLeiturapt_BR
dc.subjectRevisãopt_BR
dc.subjectSpeechpt_BR
dc.subjectSpeech sound disorderspt_BR
dc.subjectLearningpt_BR
dc.subjectReadingpt_BR
dc.subjectReviewpt_BR
dc.titleTranstorno dos sons da fala na idade escolar e o aprendizado da leitura: revisão integrativapt_BR
dc.title.alternativeSchool age speech sound disorder and reading learning: integrative reviewpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de curso de graduaçãopt_BR
unifesp.campusEscola Paulista de Medicina (EPM)pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5281577230183899pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/4265004102490366pt_BR
dc.contributor.advisor-coOsborn, Ellen [UNIFESP]
dc.contributor.advisor-coLatteshttp://lattes.cnpq.br/4984267346604717pt_BR
unifesp.graduacaoFonoaudiologiapt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record