Leituras Docentes sobre a Desatenção: Uma abordagem Histórico-Cultural sobre o TDAH

Imagem de Miniatura
Data
2021-08-27
Autores
Avelino, Márcia da Conceição [UNIFESP]
Orientadores
Martins, Edna
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Essa dissertação teve como objetivo compreender quais os sentidos atribuídos pelas/os docentes aos comportamentos apontados como indicativos do TDAH em estudantes. Para tanto, buscou identificar os parâmetros de normalidade que sustentam o levantamento dessa hipótese por parte das/os educadoras/es, bem como identificar o significado do diagnóstico na atividade educacional da comunidade escolar pesquisada. Sustentada na Teoria Histórico-Cultural, a pesquisa assumiu o movimento dialético nela abrigado como abordagem metodológica ao investigar os sentidos que as/os docentes atribuem ao diagnóstico/apontamento do TDAH. Notadamente a pesquisa assume a perspectiva crítica ao modelo de investigação em ciências humanas assentada nas percepções antropológicas idealizadas e resultantes das descrições causais-lineares, reducionistas e deterministas, adotadas nas investigações sobre o psiquismo humano ao desprezarem sua constituição social. Como decorrência, observa-se o estabelecimento de modelos e o apontamento déficits, em contraste à diversidade, dando margem à medicalização como instrumento de ajuste. Resgatando a identificação dos modos de naturalização da constituição humana e sua resolução físico-químicas como continuação do que Vygotsky apontou como crise da psicologia, esta pesquisa retoma a investigação sobre o processo de constituição do psiquismo humano pelo estabelecimento das funções psicológicas superiores, proposta por esse autor, tendo em vista o entendimento da atenção voluntária. Também são apresentados os conceitos de sentido e significado, segundo seu pensamento, aqui utilizados no reconhecimento de seu objeto. Além disso, o texto é dedicado à apresentação dos processos históricos de constituição do TDAH como um transtorno, buscando demonstrar a presença dos elementos biológico-reducionistas em sua construção, também politicamente engajada. A pesquisa de campo aconteceu junto a seis docentes da rede estadual de educação paulistana, por meio de entrevista, e, por meio da técnica de construção de Núcleos de Significação como meio de captação dos sentidos. Foi possível identificar que, naquela comunidade, a desatenção e a hiperatividade, caracterizadores ganham sentidos diferentes quando atrelados ao TDAH e que estes não é destacados como justificativa aos comportamentos dificultadores da aprendizagem. Entretanto, isto se dá pela culpabilização de outros fatores/elementos, tais como a família. Nesse raciocínio é possivel notar a operação determinista do modelo psicológico criticado.
This dissertation aimed to understand the meanings attributed by/the professors to the behaviors indicated as indicative of ADHD in students. Therefore, it sought to identify the parameters of normality that support the raising of this hypothesis by the educators, as well as to identify the meaning of the diagnosis in the educational activity of the researched school community. Supported by the Historical-Cultural Theory, the research took on the dialectical movement sheltered in it as a methodological approach to investigate the meanings that teachers attribute to the diagnosis/reporting of ADHD. Notably, the research takes a critical perspective to the research model in the human sciences based on idealized anthropological perceptions and resulting from causal-linear, reductionist and deterministic descriptions, adopted in investigations on the human psyche by despising its social constitution. As a result, there is the establishment of models and the pointing out of deficits, in contrast to diversity, giving rise to medicalization as an instrument of adjustment. Recovering the identification of the modes of naturalization of the human constitution and its physical-chemical resolution as a continuation of what Vygotsky pointed out as a crisis in psychology, this research resumes the investigation on the process of constitution of the human psyche through the establishment of higher psychological functions, proposed by this author, in view of the understanding of voluntary care. The concepts of sense and meaning are also presented, according to their thinking, used here in the recognition of their object. In addition, the text is dedicated to the presentation of the historical processes of ADHD constitution as a disorder, seeking to demonstrate the presence of biological-reductionist elements in its construction, also politically engaged. The field research took place with six teachers from the state education system in São Paulo, through interviews, and through the technique of constructing Nuclei of Meaning as a means of capturing meanings. It was possible to identify that, in that community, inattention and hyperactivity, which characterize it, gain different meanings when linked to ADHD and that these are not highlighted as a justification for behaviors that hinder learning. However, this is due to the blaming of other factors/elements, such as the family. In this reasoning, it is possible to notice the deterministic operation of the criticized psychological model.
Descrição
Citação