Show simple item record

dc.contributor.advisorAlbertini, Regiane [UNIFESP]
dc.contributor.authorFarnese, Andréia Cristina Guimarães [UNIFESP]
dc.coverage.spatialCampus baixada Santistapt_BR
dc.date.accessioned2021-09-06T18:04:53Z
dc.date.available2021-09-06T18:04:53Z
dc.date.issued10-06-02
dc.identifier.citationFARNESE, Andréia Cristina Guimarães. Equilíbrio estático em idosos: comparação entre idosos que realizam exercícios físicos e idosos que realizam atividades manuais. 2021. 76 f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano e Reabilitação) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/handle/11600/61864
dc.description.abstractO processo de envelhecimento, denominado senescência é considerado um processo fisiológico onde ocorre a degeneração natural das estruturas orgânicas. As alterações da senescência incluem, declínio progressivo das respostas fisiológicas e habilidades adaptativas ao ambiente, aumento da suscetibilidade a doenças e diminuição do equilíbrio postural, inferindo o risco de quedas e podem levar a fraturas, restrição ao leito e ao risco de morte. Os exercícios físicos são notáveis por melhorar o equilíbrio, pois agem tanto na força muscular, como na propriocepção e agilidade dos movimentos. Os exercícios de coordenação motora fina, aqui denominados de atividades manuais, elevam o metabolismo das células cerebrais, mais precisamente do hipocampo e também trabalham o foco durante as atividades. Este estudo tem como objetivo comparar o equilíbrio estático entre idosos, que realizam atividade manuais ou exercício físico. Os sujeitos foram divididos em três grupos de acordo com a prática da atividade: grupo controle (GC) com dezessete participantes para os indivíduos sedentários, grupo praticante de atividades manuais (GAM) com dezessete participantes e grupo praticante de exercício físico (GPE) com dezessete participantes. Para coleta dos dados foram utilizadas a Escala de Equilíbrio de Berg, o teste Time up and Go e análise estabilométrica realizada através do Baropodômetro. A estatística descritiva e a análise ANOVA foram realizadas para a análise dos dados. Os principais resultados obtidos nos testes foram: Escala de Berg: 39 ± 1.98 pontos no GC, 53 ± 0.79 no GAM e 54 ± 0.4 pontos no GPE (p < 0,0001); Time up and GO: 17,4 ± 2.01 s no GC, 9,14 ± 1.59 s no GAM e 7,8 ± 0.47 s no GPE (p < 0,0006). As principais variáveis avaliadas através da baropodometria apresentaram os seguintes resultados: Comprimento da Oscilação do COP: 200,96 ± 29,35 mm para o GC, 61,71 ± 3,41 mm para o GAM e 57,90 ± 2,05 mm (p < 0,0001) para o GPE, Área: 799,84 ± 71,91 mm2 para o GC, 24,49 ± 5,44 mm2 para o GAM e 18,48 ± 2,55 mm2 para o GPE (p < 0,0001). Concluímos que há uma diferença significativa entre o equilíbrio estático de idosos do grupo controle quando comparado aos grupos de atividades manuais e praticante de exercícios. Sendo os idosos do grupo controle sedentários ou irregularmente ativos, segundo avaliação do IPAQ realizada, os mesmos apresentaram um grande déficit de equilíbrio. Já os idosos do grupo praticante de atividades manuais e do grupo que realizam exercícios físicos apresentaram equilíbrio estático preservado.pt_BR
dc.description.abstractThe aging process, called senescence, is considered a physiological process where the natural degeneration of organic structures occurs. Senescence include alterations to a progressive decline in physiological responses and adaptive abilities to the environment, increased susceptibility to diseases and decreased postural balance, inferring the risk of falls and can lead to fractures, bed rest and the risk of death. Physical exercises are notable for improving balance, as they act on muscle strength, proprioception and movement agility. The fine motor coordination exercises, here called manual activities, increase the metabolism of brain cells, more precisely the hippocampus and also work the focus during activities. This study aims to compare the static balance among elderly people who perform manual activities or physical exercise. The subjects were divided into three groups according to the practice of the activity: control group (CG) with seventeen participants for sedentary people, manual activities group (MAG) with seventeen participants and physical exercise group (PAG) with seventeen participants. For data collection, the Berg Balance Scale, the Time up and Go test, and stabilometric analysis performed using the Baropodometer were used. Descriptive statistics and ANOVA analysis were performed for data analysis. The main results obtained in the tests were: Berg scale: 39 ± 1.98 points without GC, 53 ± 0.79 without GAM and 54 ± 0.4 points without PAG (p <0.0001); Time up and go: 17.4 ± 2.01 s without CG, 9.14 ± 1.59 s without MAG and 7.8 ± 0.47 s without PAG (p <0.0006). The main variables evaluated through baropodometry were the following results: COP oscillation length: 200.96 ± 29.35 mm for the CG, 61.71 ± 3.41 mm for the MAG and 57.90 ± 2 , 05 mm (p <0.0001) for the PAG, Area: 799.84 ± 71.91 mm2 for the CG, 24.49 ± 5.44 mm2 for the MAG and 18.48 ± 2.55 mm2 for the PAG (p<0.0001). We conclude that there is a significant difference between the static balance of the elderly in the control group when compared to the groups of manual activities and those who practice physical exercises. As the elderly in the control group were sedentary or irregularly active, according to the IPAQ assessment, they had a great balance deficit. Elderly from the group that practices manual activities and the group that performs physical exercises showed preserved static balance.en
dc.format.extent76 p.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectEquilíbriopt_BR
dc.subjectBaropodômetropt
dc.subjectIdosospt
dc.subjectAtividades Manuaispt
dc.subjectExercício Físicopt
dc.subjectBalanceen
dc.subjectBaropodômetroen
dc.subjectElderlyen
dc.subjectManual Activitiesen
dc.subjectPhysical Exerciseen
dc.titleEquilíbrio estático em idosos: comparação entre idosos que realizam exercícios físicos e idosos que realizam atividades manuaispt_BR
dc.title.alternativeStatic balance in elderly: comparison between elderly performing physical exercises and elderly performing manual activitiesen
dc.typeDissertação de mestradopt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
unifesp.campusInstituto de Saúde e Sociedade (ISS)pt_BR
unifesp.graduateProgramCiências do Movimento Humano e Reabilitaçãopt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1577144281547848pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/2515657728339113pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record