Efeitos Genotóxicos em Ucides cordatus Expostos a Chumbo

Imagem de Miniatura
Data
2017-12-17
Autores
Mendes, Andre Luiz Alves [UNIFESP]
Orientadores
Pereira, Camilo Dias Seabra [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Os manguezais são importanteS ecossistemas costeiros que favorecem o acúmulo de metais e outros contaminantes. No entanto, as espécies podem se tornar mais ou menos tolerantes quando submetidas a um contaminante por determinado período, perfazendo-se de uma aclimatação fisiológica obtida durante a vida ou de seleção genética. Nos manguezais contaminados de Cubatão (SP), existem significativas evidências que a espécie Ucides cordatus (caranguejo-uçá) tenha conseguido desenvolver uma maior tolerância aos contaminantes, principalmente ao metal chumbo. Assim, o objetivo do projeto é avaliar danos genotóxicos fixados (micronúcleo) em espécimes de U. cordatus oriundos de Cubatão em comparação a espécimes residentes da Juréia expostos a chumbo. Para tanto, dois experimentos foram realizados, expondo os animais (provenientes dos manguezais de Cubatão e da Juréia-Itatins), ao metal por or 28 dias. Durante o período que foram expostos, em intervalos de 7 dias, foi analisado a frequência de micronúcleo em eritrócito. Os resultados obtidos demonstram que os animais de Cubatão foram menos suscetíveis aos danos genotóxicos. Também se observou que a concentração de Pb prevista pela Resolução CONAMA foi capaz de gerar danos em DNA a partir de 7 dias de exposição.
Descrição
Citação
MENDES, Andre Luiz Alves. Efeitos Genotóxicos em Ucides cordatus Expostos a Chumbo. 2017. 32 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia do Mar) - Instituto do Mar, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2017.