Desindustrialização e dependência: Uma análise da indústria de manufatura (2003- 2018)

Imagem de Miniatura
Data
2021-08-23
Autores
Silva, Carlos Henrique Camargo [UNIFESP]
Orientadores
Souza, Davisson Charles Cangussu
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Este trabalho de conclusão de curso tem como objetivo estabelecer uma relação entre interpretações econômicas acerca do processo de desindustrialização para o capitalismo no Brasil, articulá-lo a formulação de Ruy Mauro Marini, principalmente, acerca das especificidades do capitalismo dependente brasileiro, e a partir disso reunir o conteúdo para o período do governo petista (2003 – 20016) e suas políticas internas e externas a fim de estabelecer suas relações interdependentes com as economias industriais centrais através da burguesia industrial manufatureira representada pela FIESP/CNI e ABIMAQ. Portanto, a comparação do modelo para este primeiro período 2003-2016 a um segundo marcado pelo golpe de 2016 a 2018, tem como finalidade compreender o processo de desindustrialização brasileira através desta tripla argumentação, os dados e conceitos econômicos acerca de tal processo, o caráter dependente que a intensifica e os interesses burgueses industriais da manufatura de atuação conflituosa nos diferentes períodos e como isso interfere no processo de desindustrialização reafirmando o caráter dependente, subordinado e de sempre reaproximar-se as burguesias tradicionais agrários exportadoras.
This course conclusion work aims to establish a relationship between economic interpretations about the deindustrialization process for capitalism and in Brazil, to articulate it with Ruy Mauro Marini's formulation, mainly about the specifics of Brazilian dependent capitalism, and from that to gather content for the period of the PT government (2003 – 20016) and its internal and external policies in order to establish its interdependent relations with the central industrial economies through the manufacturing industrial bourgeoisie represented by FIESP/CNI and ABIMAQ. Therefore, the comparison of the model for this first period 2003-2016 to a second one marked by the coup from 2016 to 2018, aims to understand the Brazilian deindustrialization process through this triple argument, the economic data and concepts about such process, the character dependent that intensifies and industrial bourgeois interests of manufacturing of conflicting action in different periods and how this interferes in the process of deindustrialization reaffirming the dependent, subordinate and always reconnecting character to traditional agrarian exporting bourgeoisies.
Descrição
Citação
Silva, Carlos. Desindustrialização e dependência: Uma análise da indústria de manufatura (2003-2018)