Show simple item record

dc.contributor.advisorSebastião Júnior, Acácio Augusto [UNIFESP]
dc.contributor.authorSilva, Gislaine Amaral [UNIFESP]
dc.coverage.spatialOsascopt_BR
dc.date.accessioned2021-08-26T19:56:08Z
dc.date.available2021-08-26T19:56:08Z
dc.date.issued2021-08
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/handle/11600/61695
dc.description.abstractNeste artigo, abordaremos os desaparecimentos forçados como tecnologia de poder adotada massiva e sistematicamente na América Latina. Inicialmente utilizados pelas ditaduras civis-militares entre as décadas de 1960 e 1980 como tecnologia contrainsurgente, observa-se que os desaparecimentos se transformaram ao longo do tempo e se repetem em governos democráticos. A abordagem utiliza a articulação entre poder e desaparecimento feita por Pilar Calveiro ao analisar a ditadura argentina (1976-1983). Mobilizamos o conceito de democracia securitária para compreender o fenômeno no México e, do país, destacamos o caso dos 43 estudantes de Ayotzinapa desaparecidos em 2014 no que ficou conhecido como massacre de Iguala.pt_BR
dc.description.sponsorshipNão recebi financiamentopt_BR
dc.format.extent40f.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectDesaparecimentos forçados; contrainsurgência; democracia securitária; Ayotzinapa.pt_BR
dc.titleDemocracias securitárias, contrainsurgência e desaparecimento na América Latina: caso Ayotzinapapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de curso de graduaçãopt_BR
unifesp.campusEscola Paulista de Política, Economia e Negócios (EPPEN)pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/4013417792252517pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/9298810663986704pt_BR
unifesp.graduacaoRelações Internacionaispt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record