Show simple item record

dc.contributor.advisorToledo, Maria Rita de Almeida
dc.contributor.authorVaz, Felipe Augusto dos Santos [UNIFESP]
dc.coverage.spatialGuarulhospt_BR
dc.date.accessioned2021-08-12T20:40:55Z
dc.date.available2021-08-12T20:40:55Z
dc.date.issued2021-02-24
dc.identifier.citationVAZ, Felipe Augusto dos Santos. Nas disputas de representação, a manutenção de uma tradição: brasilidade e pan-americanismo nos livros didáticos de História do Brasil e História da América de Antônio José Borges Hermida e Joaquim Silva (1951-1971). 2021. 223 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de São Paulo, Guarulhos, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/handle/11600/61496
dc.description.abstractA investigação que ora se apresenta busca analisar e problematizar o conjunto de representações contido em alguns livros didáticos de História do Brasil e História da América, publicados nas décadas de 1950 e 1960, com o propósito de compreender as tentativas de construção e manutenção de certos modelos de cultura idealizados para a definição das identidades nacional brasileira e pan-americana. Para tal, foram tomados como fontes históricas o História do Brasil para a primeira série do ginasial, o História da América para a segunda série do ginasial, e o Compêndio de História do Brasil: primeira e segunda séries do curso médio, de Antônio José Borges Hermida; e o História do Brasil para a primeira série do ginasial, o História da América para a segunda série do ginasial, e o História do Brasil para o curso médio (primeira e segunda séries), de Joaquim Silva – todos publicados sob o selo da Companhia Editora Nacional (CEN). Além disso, pontua-se que foram estabelecidos como marcos temporal os anos de 1951 e 1971 - que não apenas marcaram mudanças expressivas nas propostas curriculares das disciplinas em questão, como também evidenciaram significativas alterações nas políticas públicas para o livro didático e, por conseguinte, na produção editorial destes materiais. Ressalta-se que para o exame dos manuais, tanto no âmbito de suas materialidades quanto na esfera de seus conteúdos históricos, se fizeram indispensáveis os trabalhos de Chartier (1990; 1998); Munakata (1997); Másculo (2008); e Toledo (2001; 2010; 2015). A análise realizada permitiu identificar que em meio às disputas de representações sobre - e no - ensino de história dos anos 1950 e 1960, estes materiais fundamentaram a manutenção de uma tradição específica de historicização do passado histórico – que supervalorizava a história nacional e possibilitava a construção de um imaginário marcado pela soberania do Brasil no continente americano.pt_BR
dc.description.abstractThe research now presented seeks to analyze and problematize the set of representations contained in some textbooks on the History of Brazil and History of America, published in the 1950s and 1960s, in order to understand the attempts to build and maintain certain models idealized for the definition of Brazilian and Pan-American national identities. For this, they were taken as historical sources the História do Brasil para a primeira série do ginasial, the História da América para a segunda série do ginasial, and the Compêndio de História do Brasil: primeira e segunda séries do curso médio, by Antônio José Borges Hermida; and the História do Brasil para a primeira série do ginasial, the História da América para a segunda série do ginasial, and the História do Brasil para o curso médio (primeira e segunda séries), by Joaquim Silva – all published under the seal of Companhia Editora Nacional (CEN). In addition, it is noted that the years 1951 and 1971 were established as time frames - which not only marked significant changes in the curricular proposals of the subjects in question, but also showed significant changes in public policies for the textbook and, therefore, in the editorial production of these materials. It is noteworthy that for the examination of the manuals, both in terms of their materialities and in the sphere of their historical contents, the work of Chartier (1990; 1998); Munakata (1997); Másculo (2008); e Toledo (2001; 2010; 2015). The analysis made it possible to identify that, in the midst of disputes over representations about - and in - the teaching of history of the 1950s and 1960s, these materials were the basis for the maintenance of a specific tradition of historicization of the historical past - which overestimated national history and enabled the construction of an imaginary marked by the sovereignty of Brazil in the American continent.pt_BR
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)pt_BR
dc.format.extent223 f.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectLivros didáticospt_BR
dc.subjectIdentidade nacional brasileirapt_BR
dc.subjectPan-Americanismopt_BR
dc.titleNas disputas de representação, a manutenção de uma tradição: brasilidade e pan-americanismo nos livros didáticos de História do Brasil e História da América de Antônio José Borges Hermida e Joaquim Silva (1951-1971)pt_BR
dc.title.alternativeIn representation disputes, the maintenance of a tradition: Brazilianness and Pan Americanism in Brazilian History and American History textbooks by Antônio José Borges Hermida and Joaquim Silva (1951-1971)pt_BR
dc.typeDissertação de mestradopt_BR
unifesp.campusEscola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH)pt_BR
unifesp.graduateProgramHistóriapt_BR
unifesp.knowledgeAreaHistóriapt_BR
unifesp.researchAreaPoder, Cultura e Saberespt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7353883786250931pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/0174591208393017pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record