Projetos Arquitetônicos de Exposições de Artes Visuais Contemporâneas: Estudo de Caso em Unidades do SESC São Paulo

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2021-02-26
Autores
Pereira, Talita Cristina [UNIFESP]
Orientadores
Spricigo, Vinícius Pontes [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O estudo de projetos expográficos constitui-se num dos caminhos para compreensão de seu impacto e relevância na interpretação das obras de arte. A arquitetura do espaço expositivo, seja em seus ambientes internos ou externos interfere na visualidade das obras e cria contextos que são parte integrante da apreensão do objeto artístico. Neste sentido, o trabalho propõe analisar de que forma a atuação dos profissionais de arquitetura e/ou designers de exposições se relacionam com o processo de curadoria e exposição das obras, visto que a partir desta parceria a relação dos objetos artísticos com o espaço é constituída e posteriormente vivenciada pelo público. Indo além das relações entre estes dois campos de atuação – arquitetura e curadoria – o trabalho busca entender a execução de projetos expográficos enquanto espaços comunicantes, estudando de que forma o espaço, materiais, iluminação, acústica e acessibilidade interferem na interpretação das exposições. O objeto de estudo da pesquisa são exposições de artes visuais ocorridas em unidades do SESC São Paulo (Serviço Social do Comércio) entre 2015 e 2019. Inicialmente todas as exposições de artes visuais que ocorreram no período mencionado foram listadas com o intuito de selecionar àquelas que melhor contribuíssem para a análise. Ao final foram selecionadas três exposições, tendo como critério de escolha os seguintes fatores: primeiro, que fossem exposições de arte contemporânea, segundo que apresentassem projetos expográficos não convencionais e incluíssem suportes diversos, terceiro, que tivessem ocorrido em unidades distintas (para ser possível avaliar a conexão entre o projeto expográfico e o projeto arquitetônico dos edifícios) e, por fim, àquelas que possibilitassem maior interação com o público. As exposições Arte Veículo (2018, Sesc Pompéia), Campos de Invisibilidade (2018-2019, Sesc Belenzinho) e À Nordeste (2019, Sesc 24 de Maio) foram selecionadas como exemplares dos critérios estabelecidos.
The study of expographic projects is one of the ways to understand its impact and relevance in the interpretation of works of art. The architecture of the exhibition space, whether in its internal or external environments, interferes in the visuality of the works and creates contexts that are an integral part of the apprehension of the artistic object. In this sense, the work proposes to analyze how the performance of architecture professionals and / or exhibition designers is related to the process of curating and exhibiting works, since from this partnership the relationship of artistic objects with space is constituted and later experienced by the public. Going beyond the relations between these two fields of activity - architecture and curatorship - the work seeks to understand the execution of expographic projects as communicating spaces, studying how space, materials, lighting, acoustics and accessibility interfere in the interpretation of the exhibitions. The object of study of the research are exhibitions of visual arts that took place in units of Sesc São Paulo (Social Service of Commerce) between 2015 and 2019. Initially all exhibitions of visual arts that occurred in the mentioned period were listed in order to select those that better contribute to the analysis. At the end, three exhibitions were selected, with the following factors as their selection criteria: first, that they were contemporary art exhibitions, second, that presented unconventional expographic projects and included diverse supports, third, that had occurred in different units (to be possible to evaluate the connection between the expographic project and the architectural design of the buildings) and, finally, those that would allow greater interaction with the public. The exhibitions Arte Veículo (2018, Sesc Pompéia), Campos de Invisibilidade (2018-2019, Sesc Belenzinho) and À Nordeste (2019, Sesc 24 de Maio) were selected as examples of the established criteria.
Descrição
Citação
PEREIRA, Talita Cristina. Projetos arquitetônicos de Exposições de Artes Visuais Contemporâneas: Estudo de Caso em unidades do SESC São Paulo. 2021. 70 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História da Arte) - Universidade Federal de São Paulo, Guarulhos, 2021.