Associação dos polimorfismos TAQI, APAI, FOKI, BSMI e CDX2, do gene VDR (Vitamin D Receptor) à ocorrência de carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço

Associação dos polimorfismos TAQI, APAI, FOKI, BSMI e CDX2, do gene VDR (Vitamin D Receptor) à ocorrência de carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço

Author Delboni, Francine Rossetti Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Lipay, Monica Vannucci Nunes Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Endocrinologia e Metabologia)
Abstract Background: Head and neck squamous cell carcinoma (HNSCC) that comprises a heterogeneous group of malignancies, is the seventh most common cancer worldwide. Major risk factors include tobacco smoking, alcohol consumption and human papillomavirus infection. Vitamin D is a hormone that plays a crucial role in endocrine functions and in many cellular activities. It exerts its role by genomic signaling via vitamin D receptor (VDR - vitamin D receptor gene). The relationship between polymorphisms of the VDR gene: Cdx2 (rs11574010), TaqI (rs731236), ApaI (rs7975232), BsmI (rs1544410) and FokI (rs2228570) and the occurrence of head and neck tumors was investigated. Methods: Blood samples were collected from 117 case patients and 148 individuals paired by age, with no history of chronic diseases (controls), which were submitted to genomic DNA extraction and amplified by quantitative polymerase chain reaction (qPCR ). The results were correlated to the clinical and pathological characteristics of these tumors. Results: FokI polymorphism genotypes (p = <.0001), allelic distribution (p = <.0001) and genotypes (p = 0.043) were respectively associated with HNSCC occurrence (p = 0.365) and none of then showed a significant association for disease-free survival. Considering the haplotype analysis, FokI/T polymorphism and ApaI/G polymorphism were assigned a protective effect to the tumor risk (p = 0.102 and p = 0.077 respectively). Conclusions: FokI/T of VDR gene confers a protective effect against to HNSCC in the studied population, but is not related to better prognosis or survival free of disease. More approaches can contribute to elucidate the issues aggregated to the prognosis and treatment of individuals susceptible to HNSCC, which usually include aggressive and mutilating interventions.

O câncer de cabeça e pescoço inclui um grupo de neoplasias frequentes em todo o mundo, com incidência global de 500.000 novos casos por ano. O consumo de álcool e/ou o uso de tabaco, assim como a exposição do epitélio por longos períodos a agentes cancerígenos, podem induzir alterações celulares e estar relacionados à formação destes tumores. Além disso, essas neoplasias podem ser causadas pela carência de vitaminas e de micronutrientes, compostos essenciais ao metabolismo. A vitamina D é um hormônio que tem papel crucial em funções endócrinas e em diversas atividades celulares. Exerce seu papel por sinalização genômica via receptor de vitamina D (VDR – vitamin D receptor gene). Diversos estudos revelam variantes neste gene, que constituem os polimorfismos de nucleotídeos únicos (SNPs), acarretando ou não consequências biológicas. Objetivo: investigar no presente estudo, a relação entre polimorfismos do gene VDR: Cdx2 (rs11574010), TaqI (rs731236), ApaI (rs7975232), BsmI (rs1544410) e FokI (rs2228570) e a ocorrência de tumores de cabeça e pescoço. Metodologia: foram coletadas amostras de sangue periférico de 117 pacientes-caso e 148 amostras de indivíduos da população geral, sem histórico de doenças crônicas (controles), que foram submetidas à extração de DNA genômico e amplificadas por reação em cadeia da polimerase quantitativa (qPCR). Os resultados foram correlacionados às características clínicas e patológicas dessas neoplasias. Resultados: apresentaram associação ao câncer de cabeça e pescoço dois deles, os genótipos do polimorfismo FokI (p=<.0001) e sua distribuição alélica p=<.0001) e os genótipos do polimorfismo (p=0.0431) e respectivamente a distribuição dos alelos (p=0.3652). Na análise dos haplótipos, foi atribuído ao alelo T do polimorfismo FokI e ao alelo G do polimorfismo ApaI, um efeito possivelmente protetor em relação ao risco tumoral (p=0,102901;0,077813). Conclusão: o desenvolvimento do câncer de cabeça e pescoço é um processo acompanhado por alterações genéticas, cuja determinação pode beneficiar o prognóstico e o tratamento dos pacientes portadores de tumores de células escamosas, tipo predominante dentre os tumores de cabeça e pescoço, e que geralmente incluem intervenções cirúrgicas agressivas e mutiladoras. A abordagem em relação aos polimorfismos do gene VDR pode, neste sentido, contribuir para elucidar as questões agregadas ao prognóstico e tratamento de indivíduos suscetíveis a estes tumores.
Keywords Polymorphisms
VDR Gene
Squamous Cell Carcinoma
TAQI
APAI
FOKI
BSMI
CDX2
Gene VDR
Carcinoma Espinocelular
Language Portuguese
Date 2019-04-25
Research area Fisiologia, Fisiopatologia E Etiopatogenia
Knowledge area Endocrinologia E Metabologia
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 94 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7642966
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59393

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account