Mulher sem valor: o pensamento de Roswitha Scholz para a crítica radical do capitalismo e das relações de gênero

Show simple item record

dc.contributor.advisor Saber, Tales Afonso Muxfeldt Ab [UNIFESP]
dc.contributor.author Menegatti, Jessica Cristina Luz [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2021-01-19T16:32:06Z
dc.date.available 2021-01-19T16:32:06Z
dc.date.issued 2019-11-12
dc.identifier https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7825339 pt
dc.identifier.uri https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59298
dc.description.abstract This research aims to present the theory of value- dissociation elaborated by the German philosopher Roswitha Scholz, theoretician of the Marxist critique of value. The value- dissociation is able to point out the gender asymmetries denounced by feminism as strictly related, in a dialectical and constitutive way, with the capitalist dynamics. The characterization of a commodity-producing patriarchy marked in its central logic by the hierarchy between the genders, manifested in the context of the material relations of production and social reproduction, and also in the symbolic-cultural sphere in which the psychic constitution of the individuals is inserted. The understanding of capitalism as a civilizational model marked at its core by relations of domination makes possible for us to tell something about an oppressive totality that allows the unification of racial, class and gender patterns by a more comprehensive critique of capital, still barely explored in Brazil. en
dc.description.abstract Esta pesquisa visa apresentar a teoria da dissociação-valor elaborada pela filósofa alemã Roswitha Scholz, teórica da Crítica do valor marxista. A dissociação-valor é hábil a apontar as assimetrias de gênero denunciadas pelo feminismo como estritamente relacionadas, de forma dialética e constitutiva, com a dinâmica capitalista. Trata-se da caracterização de um patriarcado produtor de mercadorias marcado em sua lógica central pela hierarquia entre os gêneros, manifestada no contexto das relações materiais de produção e reprodução social e, igualmente, na esfera simbólico-cultural em que se inscreve a constituição psíquica dos indivíduos. A compreensão do capitalismo como um modelo civilizatório marcado em seu cerne por relações de dominação possibilita dizer de uma totalidade opressora que possibilita a unificação das pautas raciais, classistas e de gênero por uma crítica mais abrangente ao capital, ainda pouco explorada no Brasil. pt
dc.format.extent 104 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso aberto
dc.subject Feminism en
dc.subject Roswitha Scholz en
dc.subject Value-Dissociation en
dc.subject Marxist Critique Of Value en
dc.subject Gender. en
dc.subject Feminismo pt
dc.subject Roswitha Scholz pt
dc.subject Dissociação-Valor pt
dc.subject Crítica Do Valor Marxista pt
dc.subject Gênero. pt
dc.title Mulher sem valor: o pensamento de Roswitha Scholz para a crítica radical do capitalismo e das relações de gênero pt
dc.type Dissertação de mestrado
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt
dc.identifier.file JESSICA CRISTINA LUZ MENEGATTI.pdf
dc.description.source Dados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2019)
unifesp.campus Guarulhos, Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas pt
unifesp.graduateProgram Filosofia pt
unifesp.knowledgeArea Filosofia pt
unifesp.researchArea Subjetividade, Arte E Cultura pt
dc.audience.educationlevel Mestrado



File

Name: JESSICA CRISTINA LUZ MENEGATTI.pdf
Size: 1.131Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account