Show simple item record

dc.contributor.advisorDiaz, Ricardo Sobhie [UNIFESP]
dc.contributor.authorCortes, Rodrigo Montarroyos [UNIFESP]
dc.date.accessioned2021-01-19T16:31:49Z
dc.date.available2021-01-19T16:31:49Z
dc.date.issued2019-05-30
dc.identifierhttps://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7660695pt
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59179
dc.description.abstractScreening technology using dried whole blood spots (DBS), used for over 50 years to screen for metabolic disorders in neonates, has been successfully extended to polymerase chain reaction (PCR) based detection of human immunodeficiency virus. Blood sampling on filter paper has many advantages for the detection of vertical HIV-1 infection by PCR and in resource limited settings. However, if the method is to be widely used, an assessment of its performance is required. The usage of DBSs as specimens for diagnosis and monitoring of HIV-1 infection in Brazil was evaluated as the repeatability. EDTA blood samples, which were collected from 48 HIV-1 seronegative and 233 HIV-1 seropositive individuals were tested on Dried Blood Spots; Whatman, 903 Protein Saver Card. Nucleic acids were extracted and used as a template for HIV-1 proviral DNA detection by a commercial Amplicor HIV-1 PCR test (Roche, version 1.5). The sensitivity and specificity of HIV-1 DNA qualitative detection in DBSs were 91.0% and 100.0%, respectively. The positive predictive value of HIV-1 DNA qualitative detection in DBSs was 100.0%. The optical density from DBS showed a correlation with plasma viral load in Spearman's rank correlation coefficient, rs = 0.3267 (p < 0.0001). Samples of nine patients were tested in quintuplicates and we found three false negatives (6,7%). In conclusion, the data showed HIV-1 proviral DNA detection DBS may be a valuable tool for HIV infection determination.en
dc.description.abstractA tecnologia de rastreio que utiliza o sangue total seco (DBS) é utilizada por mais de 50 anos em distúrbios metabólicos de neonatos. Esta tecnologia de transporte tem sido estendida com sucesso para métodos baseados em reação em cadeia pela polimerase (PCR) na detecção do vírus da imunodeficiência humana (HIV). A amostragem de sangue sobre papel de filtro tem muitas vantagens para a detecção de infecção vertical pelo HIV-1 por PCR. No entanto, se o método é amplamente utilizado, uma avaliação do seu desempenho se faz necessária. O uso de DBS para diagnóstico e acompanhamento da infecção pelo HIV-1 no Brasil, foi avaliado assim como sua repetibilidade. Amostras de sangue coletadas em tubos com EDTA foram coletadas de 48 indivíduos HIV-1 soronegativos e 233 HIV-1 soropositivos e foram testadas em papel filtro; Whatman, 903 Protein Saver Card. Os ácidos nucléicos foram extraídos e utilizados como alvo para detecção do DNA proviral do HIV-1 através de kit comercial Amplicor HIV-1 teste PCR (Roche, versão 1.5). A sensibilidade e a especificidade do HIV-1 DNA na detecção qualitativa do DBS foram 91,0% e 100,0%, respectivamente. O valor preditivo positivo de HIV-1 DNA na detecção qualitativa DBS foi 100,0%. A densidade óptica do DBS mostrou correlação com a carga viral no plasma de acordo com coeficiente de correlação de postos de Spearman, rs = 0,3267 (p < 0,0001). Amostras dos nove pacientes foram testadas em quintuplicatas e encontramos dois falsos negativos (6,7%). Em conclusão, os dados mostraram que a detecção de DNA proviral do HIV-1 em sangue seco pode ser adequado para confirmação diagnóstica da infecção por este vírus.pt
dc.format.extent75 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectHIV-1en
dc.subjectFilter-Paperen
dc.subjectAmplicoren
dc.subjectHIV-1pt
dc.subjectPapel-Filtropt
dc.subjectPCRpt
dc.titleAvaliação do uso de sangue seco em papel filtro para detecção de DNA proviral do vírus da Imunodeficiência Humana tipo 1 e potencial para uso no diagnóstico desta infecçãopt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)pt
dc.description.sourceDados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2019)
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicinapt
unifesp.graduateProgramInfectologiapt
unifesp.knowledgeAreaPerspectivas De Controle E Tratamento De Doenças Infecciosaspt
unifesp.researchAreaEstratégias Diagnosticas Em Doenças Infecciosaspt
dc.audience.educationlevelMestrado


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record