Show simple item record

dc.contributor.advisorParise, Edison Roberto [UNIFESP]
dc.contributor.authorSammarco, Glauco Najas [UNIFESP]
dc.date.accessioned2021-01-19T16:31:48Z
dc.date.available2021-01-19T16:31:48Z
dc.date.issued2019-09-26
dc.identifierhttps://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=9230600pt
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59171
dc.description.abstractIntroduction: The prevalence of non-alcoholic fatty liver disease (NAFLD) has significantly increased in the world, affecting up to 30% of the Western population. It is associated with hepatic and systemic complications, determining worse prognosis and higher mortality. Many non-invasive models for evaluation of hepatic fibrosis have been studied, with particular role in screening patients at risk for more advanced disease and unfavorable outcome. Objectives: To evaluate the diagnostic accuracy of transient elastography (TE), singly and in association with other non-invasive tests obtained through routine laboratory tests, in predicting liver fibrosis, having as standard reference the histological staging. Methods: An accuracy study was performed with patients with a histological diagnosis of NAFLD. The areas under receiver operating characteristics curves (AUROC) of Fibrosis-4 index (FIB-4), NAFLD fibrosis score (NFS) e TE (by FibroScan®) were compared for significant (≥ F2) and advanced (F3-F4) fibrosis, singly and serial combined each other. Results: The prevalence of significant and advanced fibrosis was 33,6% and 18,7%, respectively. The AUROC for significant fibrosis for TE, FIB-4 and NFS was 0,853, 0,729 e 0,639, respectively. For advanced fibrosis, the AUROC for TE, FIB-4 and NFS was 0,893, 0,810 e 0,746, respectively. The TE presented negative predictive value (NPV) of 84%, positive predictive value (PPV) of 90,6% for significant fibrosis diagnosis. For advanced fibrosis diagnosis, the TE showed NPV of 96%, PPV of 65,6% and high identification rate of sick individuals (84%). The serial combination generated accuracy ranging from 82,8% to 88% and identification rate of sick individuals ranging from 57% to 80%. Conclusions: The TE presented the better performance for advanced and significant fibrosis diagnostic in NAFLD than the other studied models. The methods association, in this study, did not increased diagnostic performance regarding the singly TE to significant or advanced fibrosis detection in NAFLD patients.en
dc.description.abstractIntrodução: A prevalência da doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA) vem aumentando significativamente no mundo, acometendo até 30% da população ocidental. Está associada a complicações hepáticas e sistêmicas, determinando pior prognóstico e aumento de mortalidade desses pacientes. Vários métodos não invasivos para avaliação de fibrose hepática têm sido estudados, com especial papel em selecionar os pacientes de risco de doença mais avançada e evolução desfavorável. Objetivo: Avaliar o desempenho diagnóstico da elastografia transitória (ET), isoladamente e em associação a outros testes não invasivos obtidos através de exames laboratoriais corriqueiros, para avaliação de fibrose hepática, sempre tendo como referência padrão o estadiamento histológico. Métodos: Trata-se de estudo de acurácia diagnóstica de testes não invasivos de fibrose hepática em portadores de DHGNA confirmada por biópsia. Foi avaliado o desempenho diagnóstico para identificar fibrose significativa (≥F2) e avançada (F3-F4) do índice de fibrose-4 (FIB-4), do escore de fibrose da DHGNA (NAFLD fibrosis score, NFS) e da ET (pelo FibroScan®), isoladamente e combinados entre si. A comparação entre acurácias diagnósticas dos testes foi realizada através de aferição das áreas sob a curva ROC (receiver operating characteristics curve). Resultados: Dos 134 pacientes incluídos, 33,6% tinham fibrose significativa (≥F2) e 18,7% tinham fibrose avançada (F3- F4). Para o diagnóstico de ≥ F2, a área sob a curva ROC (AUROC) da ET, FIB-4 e NFS foram de 0,853, 0,729 e 0,639, respectivamente. Para F3-F4, a AUROCs da ET, FIB-4 e NFS foram de 0,893, 0,810 e 0,746, respectivamente. A ET apresentou valor preditivo negativo (VPN) de 84% e valor preditivo positivo (VPP) de 90,6% para o diagnóstico de fibrose significativa. A ET apresentou VPN de 96%, VPP de 65,6% e elevada taxa de identificação de indivíduos com fibrose avançada (84%). A acurácia das combinações dos métodos em série variou de 82,8% a 88% e a taxa de identificação de pacientes doentes alternou de 57% a 80%. Conclusão: A ET foi o método isolado com melhor desempenho no diagnóstico de fibrose significativa e avançada em portadores de DHGNA, quando comparado aos biomarcadores FIB-4 e NFS. A combinação dos métodos não invasivos bioquímicos e mecânicos, neste estudo, não trouxe benefício xv diagnóstico sobre o uso isolado da ET na identificação de fibrose significativa ou avançada na DHGNA.pt
dc.format.extent67 p.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectNon-Alcoholic Fattyen
dc.subjectLiver Diseaseen
dc.subjectLiver Fibrosisen
dc.subjectNon-Invasive Modelsen
dc.subjectDoença Hepática Gordurosa Não Alcoólicapt
dc.subjectFibrosept
dc.subjectMarcadores Não Invasivospt
dc.subjectBiópsia Hepáticapt
dc.subjectBiomarcadorespt
dc.titleValor da elastografia hepática transitória isoladamente ou em associação a biomarcadores no estadiamento da doença hepática gordurosa não alcoólicapt
dc.typeDissertação de mestrado profissional
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)pt
dc.description.sourceDados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2019)
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicinapt
unifesp.graduateProgramTecnologias e Atenção à Saúdept
unifesp.knowledgeAreaPromoção Da Saúdept
dc.audience.educationlevelMestrado profissional


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record