Retrato epidemiológico da violência domiciliar associada ao uso de álcool: um levantamento nas 108 maiores cidades brasileiras

Retrato epidemiológico da violência domiciliar associada ao uso de álcool: um levantamento nas 108 maiores cidades brasileiras

Alternative title Alcohol-related domestic violence: a household survey involving the 108 major Brazilian cities
Author Fonseca, Arilton Martins Google Scholar
Advisor Noto, Ana Regina Google Scholar
Graduate program Psicobiologia
Abstract Objetivo: Este estudo teve por objetivo descrever, através de um levantamento nacional domiciliar, as situações de violência doméstica ocorridas sob efeito do álcool em comparação às situações de violência sem o uso do álcool. Métodos: O universo estudado correspondeu à população entre 12-65 anos de idade, residente nas 108 cidades brasileiras com mais de 200 mil habitantes. Foi composta uma amostra de conglomerados, estratificada, probabilística e autoponderada. O questionário, aplicado em entrevista, incluiu perguntas sobre situações de violência domiciliar (freqüência, duração e tipos de violência), o estado do agressor no momento da violência (usado álcool ou sóbrio) e características dos agressores e vítimas (idade, sexo, grau de parentesco e busca de ajuda em serviços de saúde e/ou segurança). Para análise estatística, foi utilizado o Teste Z. Resultados: Foram pesquisados 7.939 domicílios, entre os quais 34,9% houve relato de algum tipo de violência, sendo que 17,4% tinham histórico de violência com agressores alcoolizados. As agressões que envolveram o uso de álcool ocorreram em proporção significativamente maior para quase todos os tipos de violência estudados. Entre os domicílios com agressores embriagados foi observada maior proporção de domicílios de classe baixa, agressores do sexo masculino, vítimas do sexo feminino e um período maior de reincidências das situações de violência. Quanto ao grau de parentesco, a proporção de esposas entre as vítimas de agressores alcoolizados foi o dobro em comparação às vítimas de agressores sóbrios. Mais de 75% das vítimas e agressores de ambos os grupos nunca haviam procurado por qualquer tipo de ajuda. Conclusões: Os resultados deste levantamento apontam considerável prevalência de situações de violência domiciliar com agressores embriagados nas cidades brasileiras, bem como várias especificidades que merecem atenção das políticas públicas. Sugere também a importância dos serviços de dependência na detecção prevenção e/ou tratamento da violência familiar.
Keywords Violência Doméstica
Alcoolismo
Transtornos
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage São Paulo
Language Portuguese
Date 2008-06-25
Published in FONSECA, A. M. Retrato epidemiológico da violência domiciliar associada ao uso de álcool: um levantamento nas 108 maiores cidades brasileiras. 2008. 76 f. Dissertação (Mestrado) Departamento de Psicobiologia – Universidade Federal de São Paulo, SP, 2008.
Research area Violência doméstica e drogas psicotrópicas
Knowledge area Psicobiologia e psicofarmacologia
Publisher Universidade Federal de São Paulo
Extent 76 f.
Access rights Open access Open Access
Type Dissertation
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59039

Show full item record




File

Name: Dissertação_Arilton_Violência_UNIFESP.pdf
Size: 25.05Mb
Format: PDF
Description: Dissertação de Mestrado
Open file
Name: Dissertação Arilton Violência UNIFESP.pdf
Size: 25.05Mb
Format: PDF
Description: Dissertação Mestrado Arilton Martins Fonseca
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account