Cost-effectiveness analysis on spinal anesthesia versus local anesthesia plus sedation for loop colostomy closure

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2010-06-01
Autores
Vaz, Filinto Aníbal Alagia
Abreu, Rone Antônio Alves
Soárez, Patrícia Coelho De [UNIFESP]
Speranzini, Manlio Basílio
Fernandes, Luís Cesar [UNIFESP]
Matos, Delcio [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
CONTEXT: Studies in the area of health economics are still poorly explored and it is known that the cost savings in this area is becoming more necessary, provided that strict criteria. OBJECTIVE: To perform a cost-effectiveness analysis of spinal anesthesia versus local anesthesia plus sedation for loop colostomy closure. METHODS: This was a randomized clinical trial with 50 patients undergoing loop colostomy closure either under spinal anesthesia (n = 25) or under local anesthesia plus sedation (n = 25). The duration of the operation, time spent in the post-anesthesia recovery room, pain, postoperative complications, length of hospital stay, laboratory and imaging examinations and need for rehospitalization and reoperation were analyzed. The direct medical costs were analyzed. A decision tree model was constructed. The outcome measures were mean cost and cost per local and systemic postoperative complications avoided. Incremental cost-effectiveness ratios were presented. RESULTS: Duration of operation: 146 ± 111.5 min. vs 105 ± 23.6 min. (P = 0.012); mean time spent in post-anesthesia recovery room: 145 ± 110.8 min. vs 36.8 ± 34.6 min. (P<0.001). Immediate postoperative pain was lower with local anesthesia plus sedation (P<0.05). Local and systemic complications were fewer with local anesthesia plus sedation (P = 0.209). Hospitalization + rehospitalization: 4.5 ± 4.1 days vs 2.9 ± 2.2 days (P<0.0001); mean spending per patient: R$ 5,038.05 vs 2,665.57 (P<0.001). Incremental cost-effectiveness ratio: R$ -474.78, indicating that the strategy with local anesthesia plus sedation is cost saving. CONCLUSION: In the present investigation, loop colostomy closure under local anesthesia plus sedation was effective and appeared to be a dominant strategy, compared with the same surgical procedure under spinal anesthesia.
OBJETIVO: Análise de custo-efetividade entre fechamento de colostomia e m alça sob raquianestesia versus anestesia local associada à sedação. MÉTODOS: Ensaio clínico randomizado com 50 pacientes para fechamento de colostomia em alça, sob raquianestesia (n = 25) e sob anestesia local com sedação (n = 25). Avaliaram-se tempo operatório e de sala de recuperação pós-anestésica, dor, complicações pós-operatórias, tempo de internação, exames laboratoriais e de imagens, reoperações e reinternações. Foi feita análise de custos diretos médicos. A medida de desfecho foi: complicações pós-operatórias locais e sistêmicas. Aplicaram-se razão incremental e árvore de decisão. RESULTADOS: Tempo operatório (146 ± 111,5 min vs 105 ± 23,6 min; P = 0,012), tempo médio de sala de recuperação pós-anestésica (145 ± 110,8 min vs 36,8 ± 34,6 min, P<0,001). Dor no pós-operatório imediato em favor da anestesia local (P<0,05). Complicações pós-operatórias locais e sistêmicas (P = 0,209) em favor da anestesia local. Internação + reinternações (4,5 ± 4,1 dias vs 2,9 ± 2,2 dias; P<0,0001), valor médio gasto por paciente (R$ 5.038,05 vs R$ 2.665,57; P<0,001). Razão de custo-efetividade: -R$ 474,78, indicando que a estratégia é dominante. CONCLUSÃO: Na presente investigação o fechamento de colostomia em alça sob anestesia local associada à sedação foi eficaz e apresentou boa relação de custo-efetividade em relação ao mesmo procedimento cirúrgico sob raquianestesia.
Descrição
Citação
Arquivos de Gastroenterologia. Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBGSociedade Brasileira de Hepatologia - SBHSociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED, v. 47, n. 2, p. 159-164, 2010.
Coleções