Perda auditiva neurossensorial súbita idiopática: evolução na presença de hipertensão arterial sistêmica, diabetes melito e dislipidemias

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2010-06-01
Autores
Nagaoka, Jayson [UNIFESP]
Anjos, Marcelo Ferreira dos [UNIFESP]
Takata, Thales Takeo [UNIFESP]
Chaim, Renan Moukbel [UNIFESP]
Barros, Flavia [UNIFESP]
Penido, Norma de Oliveira [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Retrospective study aiming at evaluating the interference of associate diseases in the evolution and prognosis of idiopathic sudden sensorineural hearing loss. MATERIALS AND METHODS: Case-Control Study. Thirty-five patients with idiopathic sudden sensorineural hearing loss were divided in two groups, one of them with associate diseases (hypertension, diabetes mellitus and dyslipidemias), and another one without co-occurrence of such diseases. The groups were evaluated regarding: age, gender, associate diseases, presence of tinnitus, dizziness and ear fullness sensation, presence of cerebral microangiopathy observed in magnetic resonance imaging, ophthalmoscopic findings, treatment onset, improvements in audiometric findings and at speech discrimination tests. Statistical analysis of data was performed. RESULTS: The associate disease group showed higher ages, cerebral microangiopathy observed in magnetic resonance imaging and later improvement in speech discrimination tests, being this difference statistically significant. CONCLUSION: Idiopathic sudden sensorineural hearing loss co-occurring with hypertension, diabetes mellitus or dyslipidemias, in older patients, is associated with a higher prevalence of cerebral microangiopathy, revealed by magnetic resonance imaging, and associated with a slower hearing recovering, showed by later improvements in speech discrimination tests.
Estudo retrospectivo com o objetivo de avaliar a interferência das doenças associadas na evolução e prognóstico da perda auditiva neurossensorial súbita idiopática. MATERIAL E MÉTODO: Estudo caso controle. Trinta e cinco pacientes com perda auditiva neurossensorial súbita idiopática divididos em dois grupos, um com doenças associadas (hipertensão arterial sistêmica, diabetes melito e dislipidemias) e outro sem doenças associadas. Avaliação das variáveis: idade, sexo, doença associada, presença de zumbido, tontura e plenitude aural, presença de microangiopatia cerebral na ressonância magnética, alteração no fundo de olho, tempo de início de tratamento, taxa de melhora auditiva, evolução do índice do reconhecimento da fala. Dados avaliados estatisticamente. RESULTADOS: O grupo com doença associada, quando comparado ao grupo sem doença associada, apresenta idade mais elevada, maior número de pacientes com microangiopatia cerebral na ressonância magnética e recuperação mais lenta do índice de reconhecimento da fala. CONCLUSÃO: Perda auditiva neurossensorial súbita idiopática na presença da hipertensão arterial sistêmica, diabetes melito e dislipidemias, em indivíduos mais velhos, está associada a uma maior prevalência de achados de microangiopatias cerebrais nos exames de ressonância magnética, e à recuperação auditiva mais lenta na melhora do índice de reconhecimento da fala.
Descrição
Citação
Brazilian Journal of Otorhinolaryngology. Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial, v. 76, n. 3, p. 363-369, 2010.