Efeito do extrato padronizado de Ginkgo biloba sobre o controle hipotalâmico da homeostase energética de ratas ovariectomizadas

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2019-09-05
Autores
Ribeiro, Jéssica de Souza Figueiredo Borges [UNIFESP]
Orientadores
Telles, Mônica Marques [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A menopausa é um fenômeno fisiológico marcado por profundas alterações em todos os sistemas do organismo. Dentre suas consequências, destacam-se a tendência ao sobrepeso e obesidade, com estabelecimento de um padrão inflamatório de baixo grau, porém crônico, tanto dos tecidos periféricos, quanto do sistema nervoso central (SNC). Essa condição é especialmente importante porque predispõe ao desenvolvimento de desordens metabólicas como o diabetes mellitus tipo 2 e as doenças cardiovasculares. Promover o seu controle é, portanto, imperativo, e novas terapias farmacológicas, baseadas em produtos vegetais, podem constituir uma alternativa para este fim. Visando a compreender o efeito do tratamento com extrato padronizado de Ginkgo biloba (EGb) sobre a inflamação hipotalâmica e neuropeptídios hipotalâmicos alvo da leptina em fêmeas ovariectomizadas, ratas de dois meses de idade foram submetidas à cirurgia de ovariectomia (OVX) ou falsa ovariectomia (FOVX). 60 dias após a cirurgia, as ratas dos grupos OGb e FGb receberam tratamento com 500 mg/kg de EGb diários, durante 14 dias, enquanto as fêmeas OS e FS receberam uma gavagem diária com solução salina a 0,9%. Os animais ovariectomizados apresentaram ganho expressivo de massa, mimetizando a alteração corporal da menopausa. Embora o tratamento tenha promovido redução do consumo alimentar nas ratas OGb, não se constataram diferenças estatisticamente significantes na expressão do receptor de leptina (LepRb), tampouco nas proteínas da via inflamatória p-JNK, MyD88 e p-ERK hipotalâmica. É possível, no entanto, que o tempo transcorrido entre a cirurgia e o tratamento não tenha sido suficientemente longo para o estabelecimento de inflamação no hipotálamo. Não foram observadas diferenças estatisticamente significantes na expressão de POMC e NPY no LH após o tratamento com EGb. Outros estudos são necessários para elucidar os efeitos do extrato sobre esse e outros núcleos hipotalâmicos de regulação da ingestão alimentar e da homeostase energética.
Descrição
Citação