Efeitos agudos de diferentes protocolos de exercício resistido sobre a função cognitiva em idosos

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2015-12-16
Autores
Dumbá, Izadora Borges [UNIFESP]
Orientadores
Gomes, Ricardo José [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O aumento da população mundial de idosos tem ocorrido de forma acelerada nas últimas décadas. Simultaneamente a este crescimento populacional, estima-se um quadro de prevalências de doenças crônicas não transmissíveis relacionadas ao envelhecimento, que refletem negativamente na autonomia, independência e qualidade de vida destes indivíduos. Este estudo tem como objetivo analisar os efeitos agudos de diferentes protocolos de exercício resistido, sobre a função cognitiva em idosos. Participaram da amostra nove idosos de ambos os sexos com idade de 65.11±5.03 anos, que foram submetidos a uma sessão dos protocolos de exercício resistido simples e resistido composto, realizados em intensidade moderada. A pesquisa tem abordagem quantitativa, sendo a coleta de dados mediada pelos testes de Recordação Livre de Palavras, Atenção Concentrada de Toulouse-Pierón e Dígitos Diretos e Inversos WAIS-III para análise da função cognitiva. Foram aplicados os testes de função cognitiva nos momentos basais e pós-intervenções. O estudo não apresentou diferenças significativas sobre os parâmetros analisados: memória, atenção e função executiva. O resultado pode ser explicado em parte pela caracterização da amostra, ambiente de coleta e intensidade de intervenção. São necessários mais estudos que contemplem os diversos protocolos de exercício resistido e as variáveis de dose-resposta dos mesmos, em populações sedentárias ou com desempenho cognitivo inferior, para compreender mais profundamente os efeitos do exercício resistido agudo sobre a função cognitiva.
The growth of the world population of elderly has occurred over the last few decades rapidly. Simultaneously to this population growth, it is estimated the prevalence of noncommunicable chronic diseases related to aging, which reflect negatively on autonomy, independence and quality of life. This study aims to analyze the acute effects of different resistance exercise protocols on the cognitive function in the elderly. Nine elderly of both sexes, aged 65.11 ± 03.05 years were submitted to a session of simple and complex resistance exercise protocols, performed at moderate intensity. The study has a quantitative approach, that data collection were mediated by Free Recall tests, Concentrated Attention of Toulouse-Piéron and Digit Span WAIS-III. The cognitive function tests were applied in baseline and post-intervention moments. The study did not present significant differences about the parameters analyzed: memory, attention and executive function. In part, the results can be explained by the characterization of the sample, data collection scene and intensity of intervention. Further studies are needed to contemplate the various resistance exercise protocols and their dose-response variables, and their effects in sedentary or with lower cognitive performance population to understand deeply the acute resistance exercise effects on cognitive function.
Descrição
Citação
DUMBÁ, Izadora Borges. Efeitos agudos de diferentes protocolos de exercício resistido sobre a função cognitiva em idosos. 2015. 48 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Educação Física) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2015.