Satisfação do paciente oncológico sobre o cuidado do enfermeiro: adaptação transcultural e validação do instrumento Quality of Oncology Nursing Care Scale (QONCS)

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2018-06-28
Autores
Soares, Regina Claudia [UNIFESP]
Orientadores
Domenico, Edvane Birelo Lopes de [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introduction: evaluate the quality of care provided to patients with cancer is a necessity. The use of accurate and reliable measuring instruments provides a measurable results about the patient's satisfaction and perception of the care received. The instrument QUALITY OF ONCOLOGY NURSING CARE SCALE (QONCS), originally in English, consists of 34 items in total, with 5 domains, and is intended for cancer patients. Objectives: to culturally adapt the instrument "QUALITY OF ONCOLOGY NURSING CARE SCALE" (QONCS); test the validity and reliability of the instrument in the adapted version for the Portuguese language of Brazil; to evaluate patient satisfaction regarding the care provided by nurses in a referral hospital in the treatment of cancer using the adapted and validated instrument; to describe the professional features of nurses who assisted the patients. Method: methodological, transversal and quantitative study, developed in 2 stages. Stage 1 consisted in phases of crosscultural adaptation: translation, back translation and evaluation by a committee of experts (n = 5). In stage 2, the instrument was first applied as a pilot test (n = 15) and, after alterations, it was reapplied in the validation case series in the hospitalization units of the AC Camargo Cancer Center, in the city of São Paulo, Brazil, in the months of March and April of 2018. The construct validity was obtained through exploratory factorial (AFE) and confirmatory (AFC) analyzes, and the convergent validity by the intraclass correlation coefficient (ICC), and the Patient Satisfaction Instrument (ISP). For reliability analysis, the Cronbach's Alpha coefficient and, for stability, the testretest, were used. RESULTS: the validation case, with 173 patients, was characterized by: 51.4% male, 53% aged over 60 years, 47.4% with education and 54.6% in the economic class B1 and B2. As for the hospitalization period, 74% were between 05 to 15 days. The AFE instrument presented an explanation of 69.6% of variance. The coefficients evaluated by the AFC indexes showed values close to the original, evidencing that there was an improvement in the fit of the respecified model. Regarding reliability, the Cronbach's Alpha coefficient ranged from 0.894 to 0.958 and for the testretest, there was a significant difference in the following domains: being supported and confirmed (p <0,001); being valued (p <0,001); spiritual caring (p = 0,002) and being respected (p = 0,007). Regarding convergent validity, 4 domains of the QONCS showed a significant correlation with the ISP, except for the spiritual care domain. The sociodemographic and professional profile of nurses working in hospitalization units was characterized by: 79.2% female; 58.3% below or equal 34 years of age. Regarding the time of graduation and performance in the institution, 72.2% and 55.6% over 4 years, respectively, forming a group with age and years of work in Nursing and Oncology that can justify professional actions capable to meet patients expectations. Conclusion: After completing the validation process, it was concluded that the QONCSBrazilian version proved to be valid and reliable for reproducibility.
Introdução: avaliar a qualidade da assistência prestada ao paciente com câncer é uma necessidade. O uso de instrumentos de medida, confiáveis e fidedignos, proporcionam um resultado mensurável quanto a satisfação e percepção do paciente em relação ao cuidado recebido. O instrumento QUALITY OF ONCOLOGY NURSING CARE SCALE (QONCS), originalmente em inglês, é constituído por 34 itens no total, com 5 domínios, e destinase ao paciente oncológico. Objetivos: adaptar culturalmente o instrumento “QUALITY OF ONCOLOGY NURSING CARE SCALE” (QONCS); testar a validade e confiabilidade do instrumento na versão adaptada para a língua portuguesa do Brasil; avaliar a satisfação do paciente quanto à assistência prestada por enfermeiros em um hospital de referência no tratamento do câncer, usando o instrumento adaptado e validado; descrever as características profissionais dos enfermeiros que prestaram assistência aos pacientes. Método: estudo metodológico, transversal e quantitativo, desenvolvido em 2 etapas. A etapa 1 constou das fases da adaptação transcultural: tradução, back translation e avaliação pelo comitê de especialistas (n=5). Na etapa 2, o instrumento foi aplicado, primeiramente, como teste piloto (n=15) e, após as alterações, foi reaplicado na casuística de validação nas unidades de internação do AC Camargo Cancer Center, da cidade de São Paulo, Brasil, nos meses de março e abril de 2018. A validade de construto foi obtida por meio das análises fatorial exploratória (AFE) e confirmatória (AFC), e a validade convergente pelo coeficiente de correlação intraclasse (ICC), e o Instrumento de Satisfação do Paciente (ISP). Aplicados, para análise de confiabilidade, o coeficiente de alfa de Cronbach e, para a estabilidade, o testereteste. Resultados: a casuística de validação, com 173 pacientes, caracterizouse por: 51,4% do sexo masculino, 53% com idade acima dos 60 anos, 47,4% com ensino superior e 54,6% da classe econômica B1 e B2. Quanto ao período de internação, 74% estavam entre 05 a 15 dias. O instrumento apresentou uma AFE com uma explicação de 69,6% de variância. Os coeficientes avaliados pelos índices da AFC, demonstraram valores próximos ao original, evidenciando que houve uma melhora no ajuste do modelo reespecificado. Em relação à confiabilidade o coeficiente de alfa de Cronbah, variou de 0,894 a 0,958 e quanto ao testereteste, houve diferença significativa para nos seguintes domínios: ser solidário e reconhecido (p <0,001); ser valorizado (p<0,001); cuidado espiritual (p=0,002) e ser respeitado (p=0,007). No que tange a validade convergente, 4 domínios do QONCS apresentaram correlação significativa com o ISP, exceto o domínio cuidado espiritual. O perfil sociodemográfico e profissional dos enfermeiros, atuantes nas unidades de internação caracterizouse por: 79,2% do sexo feminino; 58,3% com idade menor ou igual a 34 anos. Referente ao tempo de término da graduação e da atuação na instituição, 72,2% e 55,6% acima de 4 anos, respectivamente, performando um grupo com idade e anos de trabalho na Enfermagem e na Oncologia que podem justificar ações profissionais capazes de atender as expectativas dos pacientes. Conclusão: Após a finalização do processo de validação, concluise que o QONCSversão brasileira, mostrouse válido e confiável para reprodutibilidade.
Descrição
Citação
SOARES, Regina Claudia. Satisfação do paciente oncológico sobre o cuidado do enfermeiro: adaptação transcultural e validação do instrumento Quality of Oncology Nursing Care Scale (QONCS). 2018. 128 f. Dissertação (Mestrado) – Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2018.