Construção social da paternidade participativa: (des)naturalização do lugar do homem e da mulher na reprodução das relações sociais

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2018-08-21
Autores
Ferreira, João Carlos [UNIFESP]
Orientadores
Silva, Maria Liduina de Oliveira e [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
This Dissertation Entitled "Social Construction Of Participatory Fatherhood: (De) Naturalization Of The Place Of Man And Woman In The Reproduction Of Social Relations", Aimed To Analyze And Understand This Social Construction, Based On Gender Patriarchal Relations In The Sphere Of Production And Reproduction Social Capitalists, Identifying Their Determinations, Contradictions And Configurations In Contemporary Society. The Preparation Of This Work Was Preceded By A Qualitative Study. It Was Decided To Take On The Historical-Dialectical Materialist Method Of Analysis, From The Most Practical Aspects, Concerning The Collection And Analysis Of The Facts, To The Theoretical Aspects. The Study Consisted Of Eight Participants: Four Men; Four Women, Two As Mothers And Two As Daughters. For This Analysis, We Will Refer To The Ideas Of Authors Who Collaborate To Clarify The Fact That, When Is Reflected On The Roles Of Women And Men In Society, Men And Women Are Not Opposing Themselves, But Rather Deepening The Need To
Esta Dissertação Intitulada "Construção Social Da Paternidade Participativa: (Des)Naturalização Do Lugar Do Homem E Da Mulher Na Reprodução Das Relações Sociais", Objetivou Analisar E Compreender Esta Construção Social, A Partir Das Relações Patriarcais De Gênero, Na Esfera Da Produção E Da Reprodução Social Capitalistas, Identificando Suas Determinações, Contradições E Configurações Na Sociedade Contemporânea. A Elaboração Deste Trabalho Foi Precedida De Um Estudo Qualitativo. Optou-Se Por Se Revestir Do Método Materialista Históricodialético De Análise, Desde Os Aspectos Mais Práticos, Referentes À Coleta E Análise Dos Fatos, Até Aos Aspectos Teóricos. O Estudo Contou Com Oito Participantes: Quatro Homens; Quatro Mulheres, Duas Na Condição De Mãe E Duas Na Condição De Filhas. Para Esta Análise, Nos Referenciaremos Nas Ideias De Autores Que Colaboram Para Aclarar O Fato De Que, Quando Se Reflete Em Relação Aos Papéis Femininos E Masculinos Na Sociedade, Não Se Está Colocando Em Oposição Homens E Mulheres, Ma
Descrição
Citação