Show simple item record

dc.contributor.advisorTayra, Flávio [UNIFESP]
dc.contributor.authorEsteves, Thiago Oliveira dos Santos [UNIFESP]
dc.coverage.spatialOsascopt_BR
dc.date.accessioned2020-01-27T12:07:11Z
dc.date.available2020-01-27T12:07:11Z
dc.date.issued2019-12-02
dc.identifier.citationESTEVES, Thiago Oliveira dos Santos. Geração Y e o consumo na cidade de São Paulo: uma análise a partir da mobilidade urbana com base na economia ecológica. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Econômicas) - Escola Paulista de Política, Economia e Negócios, Universidade Federal de São Paulo, Osasco, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51863
dc.description.abstractA Economia Ecológica, que nasce através da crítica de Nicholas Georgescu-Roegen ao consumo desenfreado dos recursos naturais e a busca incessante pelo crescimento econômico, mostra que há outra alternativa, mais ampla, de se pensar a economia. Considerando-se que a Geração Y é representada por indivíduos nascidos entre os anos de 1979 a 1995, objetiva-se compreender a percepção sobre o consumo de mobilidade urbana da Geração Y na cidade de São Paulo sobre a ótica da Economia Ecológica. Para tanto, aplicou-se um questionário abrangendo diversos níveis de escolaridade e de renda dentro dos limites da cidade de São Paulo. Partimos da observação de que os indivíduos da Geração Y nascidos na década de 90 possuem a percepção de que os App de mobilidade urbana contribuem para a sustentabilidade. Conclui-se que apesar de poucos indivíduos possuírem conhecimento sobre políticas sustentáveis, nota-se que eles acompanham os noticiários e assimilam, mesmo de maneira bastante limitada, a importância de um consumo sustentável.pt_BR
dc.description.abstractEcological economics, which is born through Nicholas Georgescu-Roegen's critique of unbridled consumption of natural resources and the relentless pursuit of economic growth, shows that there is another, broader alternative to thinking about economics. Considering that generation Y is represented by individuals born between 1979 and 1995, the objective is to understand the perception about the consumption of urban mobility of generation Y in the city of São Paulo from the perspective of ecological economics. To this end, a questionnaire was applied covering various levels of education and income within the limits of the city of São Paulo. We start from the observation that generation Y individuals born in the 1990s have the perception that urban mobility apps contribute to sustainability. It is concluded that although few individuals have knowledge about sustainable policies, it is noted that they follow the news and assimilate, even in a very limited way, the importance of sustainable consumption.pt_BR
dc.format.extent94 f.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectGeração Ypt_BR
dc.subjectConsumo sustentávelpt_BR
dc.subjectEconomia ecológicapt_BR
dc.subjectMobilidade urbanapt_BR
dc.subjectDesenvolvimento econômicopt_BR
dc.titleGeração Y e o consumo na cidade de São Paulo: uma análise a partir da mobilidade urbana com base na economia ecológicapt_BR
dc.title.alternativeGeneration Y and consumption in the city of São Paulo: an analysis from urban mobility based on ecological economicspt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de curso de graduaçãopt_BR
unifesp.campusEscola Paulista de Política, Economia e Negócios (EPPEN)pt_BR
unifesp.knowledgeAreaOutrapt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5474778613280893pt_BR
unifesp.departamentoCiências Econômicaspt_BR
unifesp.graduacaoCiências Econômicaspt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record