Show simple item record

dc.contributor.advisorMonteiro, Hugo Pequeno [UNIFESP]
dc.contributor.authorSilva, Thalita Krisllen Teixeira da [UNIFESP]
dc.coverage.spatialDiademapt_BR
dc.date.accessioned2019-05-27T19:57:14Z
dc.date.available2019-05-27T19:57:14Z
dc.date.issued2018-06-21
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/49850
dc.description.abstractO câncer de mama apresenta, aproximadamente, 1,7 milhões de casos no mundo, sendo 10-20% do subtipo triplo-negativo, neste caso, o seu crescimento não é sustentado pelo fator de crescimento epidérmico humano 2 (Her2/neu) e pelos hormônios estrogênio e progesterona uma vez que não possui receptores para eles, portanto, não responde a tratamentos como terapia direcionadora de receptores Her2 ou hormonal. Novas terapias estão sendo testadas para o tratamento deste subtipo de câncer como é o caso dos inibidores rapacimina e o L-NMMA, que inibem a proteína mTOR e as NO sintases, respectivamente. Estudos têm comprovado a importância do NO para o desenvolvimento do câncer, pois ele ativa a via PI3K/Akt/mTOR que está associada a progessão do tumor para a metástase, esta progressão passa pela transição epitelial-mesenquimal (EMT) em que as células perdem a regulação da adesão devido a repressão transcricional das caderinas, ocludinas e claudinas. O estudo objetiva analisar a expressão e os níveis de fosforilação das proteínas que compõem a via PI3K/Akt/mTOR, caracterizada como a via de crescimento, proliferação e sobrevivência em células do tumor de câncer de mama MDA-MB-231, submetidas ao tratamento com rapamicina e L-NMMA, podendo-se observar desta maneira uma possível influência do NO sobre esta via. Para alcançar os objetivos utilizou-se de: (1) Cultura celular; (2) Determinação dos níveis de NO produzidos pelas células; (3) Técnica de Western Blotting. De um modo geral, todas as proteínas analisadas apresentaram diminuição de expressão e fosforilação na presença dos inibidores, excetuando-se as proteínas Rictor e a Raptor, que, com a diminuição da produção de óxido nítrico (promovida pela utilização de inibidor das NOSs), tiveram seus níveis de expressão e fosforilação (no caso da Rictor) aumentados. Esta observação é interessante e vai de encontro com o baixo potencial invasivo das células quando expostas ao NO e a sua capacidade de manutenção do tamanho celular. A confirmação destes resultados deverá ser acompanhada de mais experimentação que virá com a continuação do estudo. O estudo necessita de aprimoramento, mas sugere que a comprovada proliferação e crescimento celular promovidos pela via PI3K/Akt/mTOR pode ser diminuída se utilizados os dois inibidores.pt_BR
dc.format.extent36 f.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectCâncer de mama.pt_BR
dc.subjectTriplo negativopt_BR
dc.subjectRapamicinapt_BR
dc.subjectÓxido nítricopt_BR
dc.titleEstudo do estímulo da via PI3K/Akt/mTOR promovido pelo óxido nítrico e possível relação com o crescimento e proliferação em células de tumor de mama MDA-MB-231pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de curso de graduaçãopt_BR
unifesp.campusInstituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF)pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/6964318115782485pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/6154759166234850pt_BR
unifesp.departamentoCiências Farmacêuticaspt_BR
unifesp.assessoresproreitoriasPró-reitoria de Graduaçãopt_BR
unifesp.graduacaoFarmáciapt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record