Ordem na fábrica : análise da representação do trabalho nos filmes A nós a liberdade e Tempos modernos

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2018-06-25
Autores
Lopes, Rute Dourado [UNIFESP]
Orientadores
Ferla, Luis Antonio Coelho [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A presente pesquisa buscou analisar a representação do trabalho em dois filmes produzidos no entreguerras: A nós a liberdade (França 1931) e Tempos Modernos (EUA 1936). A busca por novos métodos de racionalização do trabalho, bem como a inserção de novas tecnologias, afetaram diretamente a organização das fábricas na primeira metade do século XX. As obras analisadas enfatizam a valorização social do trabalho e sua organização. A semelhança dos enredos possibilitou elencar os principais instrumentos de organização do trabalho presentes nos filmes: vigilância dos patrões, controle do tempo e utilização das máquinas. A partir da linguagem cinematográfica, procurou-se compreender a representação de cada um desses instrumentos. Algumas cenas foram selecionadas para análise imagética.
Descrição
Citação
Coleções