Nova versão e validação do questionário de qualidade de vida em pacientes portadores de fibrilação atrial

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2014-03-28
Autores
Moreira, Lita Simone Lopes [UNIFESP]
Orientadores
Luna Filho, Braulio Luna Filho [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A fibrilação atrial (FA) é uma arritmia comum na prática clínica e tem impacto na qualidade de vida dos pacientes. A influência da FA sobre a qualidade de vida deve ser avaliada com um instrumento específico. Incorporar no Questionário de Qualidade de Vida para Pacientes com Fibrilação Atrial (QVFA) aspectos das dimensões física e psicológica e validar por meio de análise das propriedades psicométricas. A revalidação QVFA com os novos inseridos domínios (Fadiga, Bem-estar e Percepção da doença) foi realizada com comparação com SF-36 e QVFA original. A reprodutibilidade foi testada por meio do teste-reteste e da consistência interna através da comparação dos questionários aplicados em 40 pacientes para análise da reprodutibilidade intraobservador e interobservador com intervalos quinzenais. Avaliou-se a responsividade com base na variação do escore total do QVFA versão 2 (v.2) ao longo do tempo. Aplicou-se 288 questionários (96 SF-36, 96 QVFA v.1 e 96 QVFA v.2 ) no início do estudo; 15 dias depois e aos 12 meses. A validade de construto foi demonstrada pela correlação entre QVFA v.1 e QVFA v.2 (r = 0,729 e 0,802), respectivamente, com o questionário SF-36. O domínio Fadiga mostrou forte correlação com o domínio Capacidade Funcional do SF-36 (rs = 0,748). Similarmente o domínio Bem-Estar também constatou forte correlação com a capacidade funcional (rs = 0,731). O domínio Percepção da Doença, revelou moderada correlação com cada um dos oito domínios do SF-36. No geral, o QVFA v.2 teve boa confiabilidade com valores do Coeficiente de Correlação Intraclasse (CCI) de 0,69 e 0,98 para análise de repetibilidade. Na reprodutibilidade do instrumento, o CCI mostrou escores de 0,48 e 0,94. A análise de consistência interna para a reprodutibilidade para QVFA v.2 também demonstrou coeficiente alfa de Cronbach de 0,82. O QVFA v. 2 foi responsivo às oscilações clínicas durante o seguimento dos pacientes com diferenças nas médias dos escores do QVFA v.2 (52,9 e 26,3) comparado a avaliação inicial e até 12 meses. Resultado similar observou-se com o questionário SF-36 (410 e 559). Os domínios Fadiga (9,1 - 4,2), Bem-Estar (11,0 - 4,8), Percepção da Doença (11 - 5,3) foram responsivos indicado pelas diferenças estatísticas. O QVFA v. 2 é um questionário mais completo que sua primeira versão demonstrou-se reprodutível e sensível para detectar mudanças nas condições clínicas e emocionais dos pacientes.
Descrição
Citação
MOREIRA, Lita Simone Lopes. Nova versão e validação do questionário de qualidade de vida em pacientes portadores de fibrilação atrial. 2014. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.