Experiência no tratamento de meduloblastoma de baixo risco em criança e adolescente

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2015-12-16
Autores
Martins, Flavia Delgado [UNIFESP]
Orientadores
Petrilli, Antonio Sergio Petrilli [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado profissional
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: Estimar a sobrevida livre de eventos de crianças e adolescentes com meduloblastoma classificados como baixo risco de recidiva entre 3 e 21 anos de idade submetidas a ressecção tumoral, seguida de irradiação crânio-espinhal e concomitante uso de quimioterápicos (etoposido oral diário e vincristina semanal), seguido de quimioterapia de manutenção com cisplatina, vincristina e ciclofosfamida. Material e Método: Quarenta e um pacientes foram tratados de acordo com o ?Estudo prospectivo de radioterapia crânio-espinhal seguido de quimioterapia adjuvante em crianças recém diagnosticadas por meduloblastoma de baixo risco?. Dados de 20 pacientes admitidos entre janeiro de 2002 e junho de 2006 foram coletados retrospectivamente e dados dos 21 pacientes restante, admitidos de julho de 2006 a dezembro de 2014, foram coletados de forma prospectiva. As variáveis pesquisadas como fatores prognósticos foram sexo, o intervalo entre a cirurgia e o início da radioterapia e a duração da radioterapia, avaliadas em análise univariada. Resultados: A sobrevida global e a sobrevida livre de eventos em 5 anos foi de 67% (erro padrão de 8%) e 59% (erro padrão de 10%) respectivamente. Quanto às hipóteses testadas como fatores de risco para pior prognóstico, regressões de Cox retornaram falta de evidências para todas as variáveis testadas. Conclusão: a sobrevida global em 5 anos foi de 67% e a sobrevida livre de eventos de 56%. O protocolo aplicado foi bem tolerado e a maioria dos pacientes tratados concluiu o tratamento, sendo que poucos tiveram a terapia modificada ou suspensa por toxicidade. Não houve relação entre o prognóstico e as variáveis intervalo entre a cirurgia e o início da radioterapia, a duração da radioterapia e o sexo masculino
Descrição
Citação
MARTINS, Flavia Delgado. Experiência no tratamento de meduloblastoma de baixo risco em criança e adolescente. 2015. 47 f. Dissertação (Mestrado Profissional) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.