Estudo do desempenho de idosos longevos no teste de fluência verbal semântica

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2014-08-27
Autores
Rodrigues, Lorene Cristina Alves [UNIFESP]
Orientadores
Cendoroglo, Maysa Seabra Cendoroglo [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado profissional
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Estudo do desempenho de idosos longevos no teste da fluência verbal semântica. Objetivo: Estudar o desempenho dos idosos longevos no teste da fluência verbal comparado ao MEEM, avaliar a influência de variáveis que interferem no teste e analisar “clustering” e “switching” nesses indivíduos e sua relação com comprometimento cognitivo. MÉTODOS: A amostra foi composta de 142 longevos, nos quais foram aplicados o MEEM e TFV categoria animais em 0-15 seg, 16-30 seg, 31-45 seg e 46-60 seg e realizado análise de “clustering” e “switching”, erros e repetições. Foram avaliadas as variáveis idade, gênero, GDS, comorbidades, déficits sensoriais, polifarmácia, IMC, uso de medicação psicotrópica. Consideramos o TFV normal e alterado de acordo com a escolaridade e a influência do uso de psicotrópicos. Resultados: não houve diferença entre gêneros tanto para performance no MEEM quanto para o TFV na análise quantitativa e qualitativa, não foi observada influência de sexo, idade, IMC, número de doenças, déficits sensoriais, tipo de comorbidades, número de medicamentos, GDS, uso de medicação psicotrópica e MEEM na performance do TFV de acordo com a escolaridade. O número de doenças influenciou negativamente no uso de psicotrópicos (p=0,001) e não houve diferença na performance dos testes nos grupos com ou sem psicotrópicos. Conclusão: os idosos longevos tiveram bom desempenho no TFV categoria animais comparados ao MEEM. A idade avançada, gênero, polifarmácia, comorbidades e déficits sensoriais não influenciaram na performance dos testes. A análise qualitativa e quantitativa do TFV não teve influência de medicação psicotrópica.
Descrição
Citação
RODRIGUES, Lorene Cristina Alves. Estudo do desempenho de idosos longevos no teste de fluência verbal semântica. 2014. 63 f. Dissertação (Mestrado Profissional) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.