Show simple item record

dc.contributor.advisorBatista, Marcelo Costa Batista [UNIFESP]pt
dc.contributor.authorCoutinho, Saurus Mayer [UNIFESP]
dc.date.accessioned2018-07-30T11:53:06Z
dc.date.available2018-07-30T11:53:06Z
dc.date.issued2015-10-31
dc.identifierhttps://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2767946pt
dc.identifier.citationCOUTINHO, Saurus Mayer. Estudo da influência do polimorfismo genético do ifn-gama na ocorrência de eventos cardiovasculares em pacientes portadores de hipertensão arterial. 2015. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48563
dc.description.abstractIntrodução: O estado inflamatório crônico, presente na Doença Aterosclerótica, é importante fator de risco para desfechos Cardiovasculares. A influência do Polimorfismo genético do Interferon (IFN)-gama sobre tais desfechos necessita de estudos que esclareçam melhor tal associação. Objetivo: Investigar a associação entre o polimorfismo genético de IFN-gama e o risco de Evento Cardiovascular (CV) e/ou óbito. PACIENTES E Métodos: Em estudo prospectivo foram incluídos 208 pacientes hipertensos, submetidos à análise do Polimorfismo de IFN-gama (+874 A ? T). Foram analisados como desfechos a ocorrência de Evento CV isoladamente e o desfecho combinado Evento CV ou óbito. As associações entre o Polimorfismo de IFN-gama e os desfechos encontrados foram investigadas. Resultados: A idade média dos pacientes era 59,7 ± 9,3 anos, sendo 57,2% de etnia branca, 37% com Diabetes Mellitus (DM) tipo 2 e 59,1% com Síndrome Metabólica. Em relação ao polimorfismo de IFN-gama, 17,7% tinham o genótipo TT, 37,5% apresentavam o genótipo TA e 44,8%, o genótipo AA. Após o seguimento ocorreram 7 óbitos e 8 Eventos CV. A frequência do genótipo TT foi maior nos pacientes que apresentaram Evento CV (60% versus 15% nos que não apresentaram) e desfecho combinado ? evento CV ou óbito (55,6% versus 15%). Mesmo após ajustes para Idade, sexo, DM, colesterol total, ácido úrico e Síndrome Metabólica, a presença do genótipo TT permaneceu associada a maior risco de Evento CV (RR:10,12, IC:1,16 ? 87,79, p=0,036) e de desfecho combinado (RR:10,74, IC: 1,909 ? 60,47, p=0,007) Conclusão: Em indivíduos portadores de HAS, a presença do genótipo TT do polimorfismo de IFN-gama resultou em uma maior incidência de Evento CV e óbito.pt
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjecthipertensãopt
dc.subjectpolimorfismopt
dc.subjectinterferon-gamapt
dc.subjectdoença cardiovascularpt
dc.subjectinflamaçãopt
dc.titleEstudo da influência do polimorfismo genético do ifn-gama na ocorrência de eventos cardiovasculares em pacientes portadores de hipertensão arterialpt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)pt
dc.identifier.file2015-0597.pdf
dc.description.sourceDados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2013 a 2016)
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
unifesp.graduateProgramMedicina (Nefrologia)pt
unifesp.knowledgeAreaCiências da saúdept
unifesp.researchAreaMedicinapt


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record