A influência dos sonhos na abstinência do crack

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2015-06-30
Autores
Silva, Thiago Rovai da [UNIFESP]
Orientadores
Nappo, Solange Aparecida Nappo [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A dependência química atualmente demanda um aprofundamento das questões inerentes ao tratamento, especialmente relacionadas ao crack, que devido à especificidade psicofarmacológica da substância, é avaliada como uma droga com grande possibilidade de prejuízos na vida do indivíduo e de toda a sociedade. O momento em que o dependente de crack atinge a abstinência é uma ocasião crítica dentro do processo de tratamento deste indivíduo, tal momento é acompanhado de sonhos relacionados ao uso das drogas. Objetivo: Ampliar a compreensão da influência dos sonhos de uso durante o processo de abstinência/recaída do indivíduo dependente de crack. Metodologia: Foi utilizada a abordagem qualitativa, utilizando-se uma amostra intencional por critérios. O tamanho da amostra foi estabelecido quando se chegou à redundância dos discursos, isto é, quando o ponto de saturação teórico foi alcançado, 21 usuários de crack em abstinência sofreram uma entrevista semi-estruturada, em profundidade. O material sofreu preparação segundo o recomendado por Minayo e a análise de conteúdo baseou-se nos princípios de Bardin. Resultados: Após a análise das entrevistas, os sonhos parecem interferir no processo de abstinência do crack, podendo provocar um aumento da fissura pela droga, relacionadas a sentimentos de angústia, frustração entre outros. Dessa forma, os sonhos podem contribuir para uma possível recaída. Por outro lado, os entrevistados significaram os sonhos como uma forma de comprovação da mudança mental e/ou interna para uma vida abstemia, também como um modo de relembrar ou reviver os prejuízos relacionados ao consumo do crack e por fim como um aviso ou alerta de uma possível recaída. Os sonhos são descritos após a cessação do uso do crack e tendem a diminuir a frequência conforme o maior tempo de abstinência. Os sonhos parecem instigar no dependente de crack sintomas e/ou reações similares as que ocorrem quando entram em contato com as chamadas pistas do ambiente, que notoriamente, despertam fissura ao indivíduo dependente de drogas. Conclusão: Ficou evidenciado a importância dada ao significado dos sonhos pelos entrevistados, podendo os sonhos servir como uma avaliação do momento vivido em relação a sua dependência. Dessa forma, concluímos que, em termos de potencial terapêutico, a análise que o indivíduo faz de seu sonho é valido para compreender o significado que o uso, o tratamento e/ou a abstinência tem em sua vida. Além disso, acreditamos que é possível, através de intervenções terapêuticas, utilizar os sonhos como uma forma de favorecer um melhor prognóstico.
Descrição
Citação
SILVA, Thiago Rovai da. A influência dos sonhos na abstinência do crack. 2015. 104 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.