Proposta de core set a partir da anamnese em fonoaudiologia pela classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde (cif)

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2016-01-31
Autores
Pinto, Fernanda Chequer de Alcantara [UNIFESP]
Orientadores
Perissinoto, Jacy Perissinoto [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: propor core set para Transtornos de Linguagem e de Fala relatados em entrevista inicial de anamnese de fonoaudiologia. Métodos: pesquisa de caráter retrospectivo de acervo parcial de registros de entrevista fonoaudiológica de clínica-escola, correspondente a mil (1000) casos avaliados entre os anos de 2004 a 2013; após cálculo estatístico da pré-amostra, constituímos amostra por conveniência de cento e dez (110) protocolos. Consideramos, para a inclusão na pesquisa, a presença de informações sobre sexo, idade, escolaridade e profissão do indivíduo; queixa, história pregressa da queixa atual, antecedentes familiares, constitucionais, circunstanciais e de desenvolvimento; e como critério de exclusão, protocolo com relatos de anamnese cujas queixas referiam-se à quadros específicos de autismo, disfluência, deficiência auditiva, deficiência intelectual, transtorno de atenção e hiperatividade, alterações de voz e disfagia. Analisamos os registros da anamnese de acordo com os 362 itens do nível dois da CIF. Identificamos a frequência de queixas e as agrupamos em: aprendizagem e fala; dificuldade de aprendizagem; fala errado; não fala e outros. Pontuamos as frequências de ocorrências de itens para cada um dos tipos de queixa, como identificação inicial de core set da CIF; e consideramos na seleção uma ocorrência de 95% de presença como corte, para os itens de cada domínio entrarem no agrupamento ou proposta de core set. Para o tratamento estatístico adotamos o Teorema do Limite Central e a Leis dos Grandes Números com um erro de 9,0%, para o cálculo pré-amostral; o índice de Concordância de Kappa, para avaliação do grau de concordância entre juízes em 50% dos casos; o teste não-paramétrico Igualdade de Duas Proporções, na análise da frequência dos itens. Resultados: os itens mais frequentes foram: b176 (funções mentais para a sequência de movimentos complexos), d310 (comunicar e receber mensagens orais), d330 (falar) e e410 (atitudes individuais de membros da família próxima). Na distribuição por domínio da CIF, em funções do corpo o item mais frequente foi ?funções mentais para a sequência de movimentos complexos?; nas estruturas do corpo: ?estrutura do ouvido médio?; nas atividades/participação: ?comunicar e receber mensagens orais? e nos fatores ambientais: ?atitudes individuais de membros da família próxima?. Os componentes mais frequentes foram função do corpo e atividades/participação, o menos frequente os fatores ambientais e estrutura do corpo. As queixas ?aprendizagem e fala? e ?dificuldades de aprendizagem? foram as que apresentaram mais itens nos componentes da CIF. Conclusão: verificamos ser possível a criação de core set através dos relatos da anamnese fonoaudiológica.
Descrição
Citação
PINTO, Fernanda Chequer de Alcantara. Proposta de core set a partir da anamnese em fonoaudiologia pela classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde (cif). 2016. 100 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.